Prouni

Confira 10 perguntas e respostas sobre o programa de bolsas Prouni

Luanda Lima

Portal EBC

Criado em 2004 pelo Governo Federal, o Prouni (Programa Universidade para Todos) oferece bolsas de estudo integrais e parciais (de 50%) para cursos de graduação e sequenciais em instituições privadas de ensino superior. As bolsas são concedidas a estudantes brasileiros que ainda não tenham diploma de nível superior.

Veja também

  • Arte UOL

    Guia ajuda a escolher instituição de ensino superior

  • Shutterstock

    Plataforma online oferece aluguel de livro a universitários

  • Confira 13 cursos online gratuitos oferecidos por universidades de elite

Quer concorrer a uma bolsa? Então confira dez perguntas e respostas sobre o Prouni.

1 - Quem pode participar da seleção?

O programa estabelece regras quanto à renda familiar bruta, o resultado obtido no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2013 e o perfil do candidato. Para saber se você se encaixa nesses critérios e a qual tipo de bolsa (integral ou parcial) você pode se candidatar, clique aqui.

2 - O Prouni tem cotas?

Sim. Candidatos com deficiência ou que se autodeclararem indígenas, pretos ou pardos podem optar por concorrer às bolsas para políticas de ações afirmativas, desde que se enquadrem nos critérios de seleção do Prouni. O percentual de bolsas para cotistas é igual ao observado em cada Estado, segundo o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

3 - Como faço minha inscrição?

Há apenas uma etapa de inscrição no Prouni, que é gratuita e feita exclusivamente pela internet, no site do Prouni. Todas as instituições que participam do Programa devem oferecer acesso gratuito à internet para possibilitar aos candidatos efetuar sua inscrição. Confira o calendário do Prouni.

Após informar seu número de inscrição e senha do último Enem, o candidato escolhe, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno entre as bolsas disponíveis. Caso você não se lembre do seu número de inscrição ou da sua senha no Enem, pode recuperar esses dados na página do Exame.

Alguns cursos exigem requisitos extras para matrícula, portanto, fique atento às informações disponíveis no site do Prouni ao fazer sua opção de curso, pois será necessário fazer as devidas comprovações para ter direito à bolsa.

As opções podem ser alteradas durante o período de inscrição. A partir do segundo dia de inscrição, o Prouni calcula diariamente a nota de corte (menor nota para ficar entre os potenciais pré-selecionados) de cada curso, o que pode ser uma ferramenta importante para o candidato monitorar sua escolha e fazer as alterações mais favoráveis de acordo com a concorrência. Após o prazo, os estudantes são classificados de acordo com suas opções e as notas no Enem e pré-selecionados em apenas um curso, de acordo com a ordem escolhida na inscrição e o limite de bolsas oferecidas.

São feitas duas chamadas. A cada uma, o candidato pré-selecionado deve comparecer à instituição de ensino com seus documentos para comprovar as informações de sua ficha de inscrição. Confira a lista de documentos.

Não é necessário fazer vestibular nem matrícula previamente na instituição em que o candidato deseja se inscrever, mas cada instituição pode fazer um processo seletivo próprio para os pré-selecionados, informação à qual o candidato deve estar atento no momento de inscrição. É proibida a cobrança de qualquer taxa para a realização do processo seletivo próprio.

4 - Como calculo minha renda?

Some a renda bruta mensal de cada integrante da sua família e divida pelo número de pessoas que fazem parte dela. É considerado um grupo familiar aquele formado por uma ou mais pessoas, que pode ser ampliada por outras pessoas que contribuam para os rendimentos da família ou tenham suas despesas pagas por ela, todas moradoras de um mesmo domicílio.

Se esse valor for de até um salário mínimo e meio - ou seja, for menor ou igual a R$ 1.086, segundo o salário mínimo de 2014 -, o estudante pode concorrer a uma bolsa integral. Se for maior que um salário mínimo e meio (R$ 1.086) e menor que três salários mínimos (R$ 2.172), o candidato pode optar apenas por uma bolsa parcial, de 50%.

5 - Como sei se passei na pré-seleção?

Não deixe de conferir o calendário do Prouni para acompanhar as datas de divulgação do resultado das duas chamadas e suas possíveis alterações. A partir das datas marcadas, os resultados são disponibilizados na página do Prouni, na Central de Atendimento (pelo telefone 0800-616161) e pelas instituições participantes do Programa.

6 - Quais são os próximos passos para quem passou na pré-seleção?

No período indicado no cronograma, o estudante pré-selecionado deve comparecer à instituição para a qual passou, levando os documentos que comprovem as informações prestadas no momento da inscrição.

O candidato também deve observar se a instituição tem um processo seletivo próprio para os pré-selecionados do Prouni. Nesse caso, a instituição deve comunicar sobre como será essa seleção e quais são os critérios de aprovação, até 24 horas após a divulgação das chamadas. É proibida a cobrança de qualquer taxa para a realização do processo seletivo próprio. Os estudantes devem observar também se haverá formação de turma no período letivo inicial de seu curso.

7 - Não houve formação de turma para o meu curso. E agora?

Os estudantes pré-selecionados só podem receber uma bolsa do Prouni caso haja formação de turma no período letivo inicial do curso, ou seja, caso haja o número mínimo de alunos matriculados. Os candidatos pré-selecionados serão reprovados e terão direito à bolsa apenas se já estiverem matriculados no curso. Sendo assim, continuam concorrendo na chamada seguinte e, caso não sejam pré-selecionados, podem pedir para participar da lista de espera.

8 - Como funciona a lista de espera?

Quem não for pré-selecionado em nenhuma das chamadas do Prouni ou for reprovado por não ter havido formação de turma pode manifestar interesse em participar da lista de espera, destinada às bolsas não preenchidas nas chamadas regulares. A lista de espera será disponibilizada às instituições com a classificação dos estudantes por curso e turno segundo suas notas no Enem.

Para participar da lista de espera, o candidato deve confirmar o interesse na página do Prouni no prazo indicado no cronograma. Todos os participantes da lista devem comparecer às respectivas instituições para entregar os documentos que comprovem as informações prestadas na inscrição.

9 - Qual é a diferença entre Prouni, Fies e Sisu?

Enquanto o Prouni (Programa Universidade para Todos) oferece bolsas de estudo em faculdades ou universidades particulares, o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) seleciona os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que utilizam a nota do Enem como única fase de seu processo seletivo. Já o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) oferece crédito para a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições particulares. Quem se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Prouni, mas deve optar pela vaga apenas em um dos sistemas caso haja aprovação em ambos.

10 - Recebi uma bolsa parcial. E se eu não puder pagar a outra metade da mensalidade?

O bolsista parcial pode custear os 50% restantes de sua mensalidade usando o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), sem que precise de fiador na contratação. Para isso, a instituição de ensino deve ter firmado Termo de Adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos