PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Enem 2014: Pontos na prova de idioma podem ser diferencial; veja dicas

Do UOL, em São Paulo

06/11/2014 14h50

Neste final de semana teremos a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), aplicado nos dias 8 e 9. Alguns podem até achar estranho, mas os pontos obtidos na prova de língua estrangeira, mesmo contendo poucas questões, podem ser um diferencial e tanto para o candidato.

É no que acredita Marcelo Barros, diretor de educação da rede de ensino de idiomas CNA. Segundo ele, investir um tempo para estudar, revisar e praticar exercícios do idioma estrangeiro pode fazer diferença para o participante se destacar na prova.

“Em geral, os estudantes estão mais preparados nas demais disciplinas, como matemática, português, biologia, história, dependendo da área escolhida. Por isso, gabaritar na prova de inglês pode ser um diferencial na classificação”, afirma.

Carol Olival, gerente nacional de operações da escola de inglês Wall Street English Brasil, ainda vai além: “Preparar-se para uma prova é importante, mas preocupar-se com realmente entender, aprender e ser capaz de usar o conteúdo em contextos de vida real é o que trará sucesso para qualquer indivíduo nos dias de hoje.”

Pensando na importância do idioma na prova, os entrevistados listaram algumas dicas para você se dar bem no exame. Confira!

Dicas para a prova de língua estrangeira do Enem

  • Reprodução/www.twitter.com/Inep_Imprensa

    Não traduza todas as palavras do texto

    Provas com tempo de duração exigem estratégia no momento da resposta. O candidato não tem obrigação de entender todas as palavras do texto. Ele deve entender o contexto geral. Tentar fazer uma tradução literal palavra por palavra toma tempo e causa insegurança. Prestar atenção nas informações não verbais, como imagens e gráficos, também são dicas importantes e facilitam a leitura

  • Wanezza Soares/UOL

    Comece pelas respostas

    Uma estratégia bastante útil para provas de múltipla escolha é começar a ler as alternativas das respostas e depois ir para o enunciado da pergunta. Muitas vezes uma alternativa já invalida a outra. Isso também ajuda o participante a se preparar para o contexto da pergunta antes mesmo de lê-la. Assim, o cérebro já começa a buscar todos os conhecimentos que ele tem sobre o assunto

  • Adriano Vizoni/Folhapress

    Perguntas de conteúdo x detalhes

    Na compreensão de textos é sempre recomendável que o candidato leia as perguntas e tente separá-las entre perguntas de conteúdo genérico e perguntas de detalhes. Perguntas de conteúdo podem ser respondidas após uma primeira leitura rápida do texto. Perguntas de detalhes geralmente fazem com que o participante tenha que procurar um dado específico

  • Marlene Bergamo/Folhapress

    Gramática: resposta rápida e pontual

    No caso de perguntas gramaticais a resposta é mais rápida e pontual: ou sabe ou não sabe. Em caso de dúvida é recomendável sempre ficar com a primeira opção escolhida. A não ser que ele tenha se lembrado de um conteúdo novo e tenha uma razão para trocar a resposta, geralmente em nossa primeira tentativa temos maior possibilidade de acertar, de acordo com os conhecimentos que temos

Vestibular