Da escola pública ao MIT, estudante lança campanha para ir a evento nos EUA

Hugo Araújo

Do UOL, em São Paulo

  • Romeu Arcanjo

O estudante de engenharia bioenergética João Vitor Chaves Silva, 21, teve seu projeto selecionado para participar de um encontro de empreendedorismo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos. Para viabilizar sua viagem, João recorreu a uma plataforma de financiamento coletivo. Até agora, ele arrecadou mais de 60% do valor necessário, que é R$ 27.600.

O encontro, que acontecerá em agosto, reunirá jovens empreendedores de todo o mundo. "Terei contato com metodologias de empreendedorismo e inovação chanceladas por uma das maiores universidades do planeta. É sem dúvida uma chance única na vida", afirma João Vitor.  

Aluno de escola pública durante toda a vida, João Vitor conciliou seu ensino médio com um curso técnico em eletrotécnica e automação industrial, também em uma instituição pública. "Eu era aquele garoto que ficava querendo se envolver em tudo que era feito na escola", conta. Seu interesse por empreendedorismo pôde ser aprimorado durante o ensino técnico. "No técnico, via mais possibilidades de aplicar o que aprendi para resolver problemas", afirma. 

O projeto de João Vitor, a Montain Wolves, foi desenvolvido em parceria com a aluna de engenharia física Carolina Morimoto. "Estávamos pensando em como ajudar mais universitários a tirar suas ideias do papel", conta João. Juntos, eles desenvolveram um software, a fim de ajudar as pessoas a criarem um modelo de negócios ideal para seus projetos.

"Um exemplo seria uma pessoa que quer abrir uma loja de chocolates, após informar o produto o software solicitaria saber quem são os grupos de clientes e quanto será o gasto em propaganda de cada um", explica João Vitor. A partir disso, o software é capaz de indicar potenciais parceiros ou competidores em um negócio e até alertar se o empreendedor estiver gastando demais com um cliente pouco importante. "Em um futuro não muito distante, queremos que, além de indicar os problemas, o software seja capaz de indicar soluções para ele", conta o estudante.

No site de financiamento da viagem, são oferecidas recompensas que vão desde camisetas até o e-book que João Vitor pretende escrever sobre a experiência no MIT. Se não conseguir alcançar a meta, a plataforma de financiamento coletivo retornará o dinheiro aos doadores. "O simples fato de ser selecionado já é um reconhecimento gigantesco ao trabalho que eu e a Carol estamos desenvolvendo com tanto esforço", conclui João.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos