Topo

Brasil cai em ranking de universidades do Brics; só USP fica no top 10

Do UOL, em São Paulo

07/07/2015 21h02

O Brasil tem apenas uma universidade entre as dez melhores do Brics, bloco formado por ele, Rússia, Índia, China e África do Sul. É o que aponta o ranking internacional QS, divulgado na noite desta terça-feira (7). Em 2014, o país tinha duas entre as top. A USP (Universidade de São Paulo) aparece em 9º lugar, caindo duas posições em relação ao ano passado.

A China, que tem mais de uma entre quatro universidades no ranking, possui sete instituições entre o top 10, entre elas a Universidade Tsinghua (1º), a Universidade de Pequim (2º) e a Universidade Fudan (3º). Há ainda uma universidade russa, a Universidade Estatal de Moscou (4º), e uma indiana, o Instituto Indiano de Ciência (5º).

Segundo o relatório, o Brasil manteve o número de instituições no top 50 e garantiu uma a mais no top 200 em relação a 2014. Entre as 200 melhores, 27 universidades do país caíram de posição, 12 melhoram a pontuação e uma apareceu no top pela primeira vez.

No estudo, o QS afirma que o Brasil ainda está longe de ser atrativo para estudantes internacionais. A instituição do país melhor colocada é a PUC (Pontifícia Universidade Católica) Rio, que está apenas na 96ª posição neste quesito. A análise é melhor quando se olha o corpo docente internacional: a UFRGS é a 1ª colocada entre as universidades do Brics, e outras 16 brasileiras integram o top 100 deste quesito.

A boa notícia para o Brasil, ainda segundo o QS, é que a USP e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) estão em 3º e 9º lugares, respectivamente, na pesquisa entre especialistas. "Isso sugere que apesar do limitado impacto de pesquisa, essas instituições são importantes atores globais, e estão competindo com a China e outras potências do Brics", afirma o QS. 

Outras brasileiras

A Unicamp, que fazia parte do top 10 no último ranking divulgado, caiu três posições e agora é a 12ª melhor universidade do Brics.

Entre as melhores brasileiras no top 50, ainda estão a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em 25º; a Unesp (Universidade Estadual Paulista), em 27º; a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), em 37º; a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), em 41º; a UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), em 42º; a PUC de São Paulo, 47º; e a PUC Rio, na mesma posição (47º).

Para fazer o ranking, o QS analisa a reputação acadêmica e de mercado, a proporção entre alunos e professores, o número de docentes com PhD, as citações e os estudantes e corpo docente internacionais.

QS: ranking de universidades do Brics

  • Reprodução

    Universidade Tsinghua (China)

  • Reprodução

    Universidade de Pequim (China)

  • Reprodução

    Universidade Fudan (China)

  • Shutterstock

    Universidade Estatal de Moscou (Rússia)

  • Themba Hadebe/AP

    Instituto Indiano de Ciência (Índia)

  • Reprodução

    Universidade de Jiao Tong (China)

  • Reprodução

    Universidade de Ciência e Tecnologia da China (China)

  • Reprodução

    Universidade de Nanjing (China)

  • Renato Araújo/ABr

    Universidade de São Paulo (Brasil)

  • Reprodução

    Universidade Normal de Pequim (China)

Mais Educação