PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Enem 2015: Saiba quais foram as questões mais "polêmicas"

Do UOL, em São Paulo

03/11/2015 14h53

Algumas questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015 deixaram divididos professores de cursinhos que têm tradição em realizar correção extraoficial do exame. Em quatro exercícios, ao menos três instituições divergiram do gabarito oficial.

As questões 118 e 130, da prova amarela, foram as mais "problemáticas", segundo os professores. Quatro cursinhos deram resposta diferente da oficial. Na primeira, o enunciado falava sobre a performance de Marina Abramovic no MoMA. A maioria dos cursinhos optou pela alternativa "A", mas o Enem dava como certa a letra "D".

"A performance de fato leva a uma 'negociação colaborativa de sentidos entre a artista e a pessoa com quem interage', conforme afirma a alternativa correta. Isso, todavia, não é uma peculiaridade de 'tendências contemporâneas', ao contrário do que diz o enunciado", afirma o cursinho Anglo.

A questão 130 abordava uma poesia de Cecília Meireles. A maioria dos cursinhos marcou a letra "E", mas no gabarito oficial a correta foi a letra "A". Para o Cursinho da Poli, a questão foi pouco avaliativa do conteúdo do ensino médio. "A alternativa correta pressupõe o conhecimento de uma terminologia filosófica idealista, a sublimação, que, além de estar pouco clara no poema, é um conceito passível de várias interpretações", afirma a instituição.

No primeiro dia de provas, as questões 37 e 55, da prova amarela, tiveram o maior número de cursinhos divergindo do gabarito oficial. A questão 37 abordava o filósofo David Hume. Três dos cursinhos analisados assinalaram a alternativa "E" -- a oficial é a letra "A". Para Daily de Matos, professor de história do Objetivo, o exercício induz ao erro por usar o termo "sentimento" no lugar de "sensação".

Em Ciências da Natureza, a questão 55, da prova amarela, foi a mais problemática. Ela abordava o fenômeno ótico "Fata Morgana". "Existem dois fenômenos para explicar o que eles pediram [Fata Morgana], a refração e a reflexão, alternativas B e D", diz o professor de física do Objetivo Eduardo Figueiredo. O colunista Dulcidio Braz Jr, do blog Física na Veia, também comentou sobre a questão polêmica.

Vestibular