PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

"Vou tomar cerveja", diz candidato após perder prova do Enem no Rio

Carlos Humberto Gonçalves, 35, foi o único candidato do Enem a chegar atrasado na PUC-Rio - Marcos Pinto/UOL
Carlos Humberto Gonçalves, 35, foi o único candidato do Enem a chegar atrasado na PUC-Rio Imagem: Marcos Pinto/UOL

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, no Rio

06/11/2016 14h44

Carlos Humberto Gonçalves, 35, foi o único candidato do Enem que chegou atrasado e protestou diante dos portões fechados, na PUC-Rio, na zona sul do Rio de Janeiro, neste domingo. Ele disse ter perdido a hora por conta do trânsito ruim e dos sinais fechados. Além disso, culpou o motorista do ônibus que o levou de Copacabana, onde mora, ao local da prova, na Gávea.

"Saí de casa 12h10, achei que dava tempo", afirmou ele, que pretende cursar direito em uma faculdade pública. "Já faço faculdade, sistema de informação na Unirio, e todo ano eu tento o Enem. Direito é mais difícil. Fiquei frustrado porque eu acho que fui bem na prova ontem", completou.

"Desculpem, eu estou com a cabeça um pouco quente. Vou tomar cerveja."

Aluno de sistema de informação da Unirio, Carlos cumpriu sua promessa - Hanrrikson de Andrade/UOL - Hanrrikson de Andrade/UOL
Aluno de sistema de informação da Unirio, Carlos cumpriu sua promessa
Imagem: Hanrrikson de Andrade/UOL

Posteriormente, Gonçalves foi visto pela reportagem revisando anotações e bebendo uma cerveja no bar Simpatia, ao lado do Shopping da Gávea.

Os portões da PUC-Rio foram fechados pontualmente às 13 horas. Outras pessoas se aproximaram do campus universitário após esse horário, mas recuavam ou disfarçavam quando percebiam a presença da imprensa no local. De acordo com os seguranças, um jovem se identificou como professor da PUC-Rio para que pudesse entrar, mas ele não foi permitido porque seu nome não constava em uma lista remetida à portaria.

Vestibular