Enem

Com nota do Enem, faculdades paulistas dispensam candidatos de seus vestibulares

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Matsukawa/UOL

A divulgação das notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) na quinta-feira (18) acabou com a ansiedade dos candidatos e lhes permitiu começar a traçar os novos passos da carreira estudantil. E uma das possibilidades para eles é utilizar a classificação no "maior vestibular do país" como porta de acesso para algumas das principais universidades particulares de São Paulo.

Apesar de terem realizado seus vestibulares ainda no ano passado, grande parte dessas instituições reservam parte das suas vagas para quem deseja aproveitar o resultado do Enem.

Tendo em mãos o desempenho no exame, além de não precisarem passar pelo vestibular da instituição, os alunos podem conquistar bolsas de estudos de até 100% do valor da mensalidade.

Matheus Lopes Santos, 18, é um dos alunos que entraram na Universidade Anhembi Morumbi no ano passado só com a nota do Enem. Ele elogia a dispensa do vestibular.

Arquivo pessoal
Matheus Lopes Santos, 18, entrou na Anhembi Morumbi com a nota do Enem
"A possibilidade de usar uma nota com a que você já provou que sabe o que estão pedindo é muito boa. É mais facilidade e agilidade", conta o jovem, que atualmente faz o curso de jornalismo.

Com a média de 770 pontos que alcançou no exame, Santos não conseguiu passar em nenhuma instituição pública na capital paulista pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificado).

Além disso, por ter estudado em escola particular, com bolsa integral no último ano do ensino médio mas de 50% nos dois primeiros, foi desclassificado do Prouni (Programa Universidade para Todos) –o programa é direcionado apenas para egressos da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais.

Na Anhembi Morumbi, com a nota do Enem, conseguiu uma bolsa de 50% da mensalidade, que ele hoje paga por conta própria. "Eu sonho com isso desde moleque. Ralei muito para conseguir melhorar de vida aos pouquinhos", diz.

Critérios

Como as instituições privadas possuem autonomia para selecionar seus alunos, não existe um padrão de notas estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação).

A pontuação mínima exigida pelas faculdades, no entanto, fica geralmente em torno de 300 pontos. Algumas também costumam exigir que o candidato não tenha zerado a prova de redação.

Nos processos de aproveitamento da nota do Enem, em geral, não há cobrança de taxa de inscrição. O percentual de desconto concedido de acordo com o desempenho do aluno no Enem também varia de acordo com a instituição.

Confira abaixo os critérios estabelecidos por algumas das principais faculdades privadas de São Paulo:

  • Unip (Universidade Paulista)

A Unip exige nota mínima de 300 pontos. O candidato não pode ter zerado a prova de redação.

Não é cobrada taxa de inscrição. Candidatos com nota maior que 300 pontos podem ganhar uma bolsa de estudos válida para todo o curso. O percentual de desconto varia de acordo com a média do candidato no Enem, podendo chegar a 100% para nota maior ou igual a 750.

  • Universidade Cruzeiro do Sul

A Universidade Cruzeiro do Sul exige média de pelo menos 300 pontos, e o candidato não pode ter zerado nenhuma das provas, inclusive a de redação. Não é cobrada taxa de inscrição.

A pontuação no Enem também pode dar descontos na mensalidade. Para médias de 300 a 599 pontos, os descontos ficam nas faixas de 10, 20 e 25%, sendo válidos apenas para o primeiro semestre do curso. Para médias acima de 600 pontos, os descontos ficam nas faixas de 30, 50 e 100%, sendo válidos para o curso todo.

  • Anhanguera

A Anhanguera exige apenas que o candidato não tenha zerado a nota da prova de redação no Enem. Não é cobrada taxa de inscrição e não há previsão de programa de desconto de acordo com o desempenho obtido pelo candidato no Enem.

  • Uninove

Candidatos que tiraram mais de 300 pontos no Enem podem ingressar na Uninove com isenção da matrícula e 50% de desconto na mensalidade de fevereiro. Além disso, através do Priuni (Programa de Inclusão Universitária), programa desenvolvido pela própria instituição em parceria com diversas ONGs (Organizações não Governamentais) e que também usa a nota do Enem, o candidato pode conseguir até 80% de desconto para os dois primeiros semestres do curso.

  • Anhembi Morumbi

Para conseguir uma vaga com a nota do Enem na Anhembi Morumbi, o candidato precisa ter alcançado pontuação maior ou igual a 300 e a nota da redação maior que zero.

Já para as bolsas de estudos, a nota mínima no Enem é de 450 pontos, e o valor do desconto varia de 5% a 100%, a depender da nota alcançada pelo candidato. A instituição não especificou, no entanto, o desconto aplicado para cada nota.

  • FMU

A FMU disponibiliza vagas para candidatos que tiveram mais de 200 pontos no Enem. Com essa média, os candidatos concorrem automaticamente a bolsas de estudos, e os melhores colocados poderão ser contemplados com bolsas de 100% e 50% no curso todo. A FMU não especificou, no entanto, os critérios para concessão das bolsas.

  • Centro Universitário São Camilo

Na São Camilo, o candidato que optar pela utilização do Enem terá sua nota (que vai de zero a mil) convertida para uma escala de equivalência com as notas da instituição (que vão de zero a cem). Ao final do cálculo, o candidato que tiver pontuação total (prova objetiva e redação) abaixo de 20 ou zerar na redação será automaticamente desclassificado, e os demais concorrerão entre si por uma vaga. Não há concessão de descontos ou bolsas com a nota do Enem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos