PUBLICIDADE
Topo

MEC abre inscrições para seleção de bolsistas do ProUni

De acordo com o MEC, os estados com os maiores números de bolsas ofertadas são São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul - Krisanapong Detraphiphat/Getty Images
De acordo com o MEC, os estados com os maiores números de bolsas ofertadas são São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul Imagem: Krisanapong Detraphiphat/Getty Images

Agência Brasil

12/01/2021 06h48

Interessados em participar da primeira seleção de bolsistas do Programa Universidade Para Todos (ProUni) podem se inscrever a partir de hoje (12), até a próxima sexta-feira (15).

Segundo o MEC (Ministério da Educação), as instituições particulares de ensino superior que participam do programa oferecerão 162.022 bolsas de estudo, sendo 76.855 integrais e 85.167 parciais, com 50% de desconto sobre o valor do curso.

A relação das instituições e dos cursos disponíveis pode ser consultada na página do programa na internet. Também é possível pesquisar as opções ofertadas por cidades e por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância).

De acordo com o MEC, os estados com os maiores números de bolsas ofertadas são São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Veja abaixo a oferta de vagas por estado:

SP - Bolsas integrais: 24.564 Bolsas parciais: 16.773 Total: 41.337

MG - Bolsas integrais: 7.056 Bolsas parciais: 11.190 Total: 18.246

PR - Bolsas integrais: 5.822 Bolsas parciais: 8.845 Total: 14.667

RS - Bolsas integrais: 5.272 Bolsas parciais: 5.253 Total: 10.525

BA - Bolsas integrais: 3.993 Bolsas parciais: 5.929 Total: 9.922

RJ - Bolsas integrais: 3.090 Bolsas parciais: 4.979 Total: 8.069

GO - Bolsas integrais: 2.221 Bolsas parciais: 5.072 Total:7.293

SC - Bolsas integrais: 3.793 Bolsas parciais: 2.138 Total: 5.931

MA - Bolsas integrais: 1.320 Bolsas parciais: 4.608 Total: 5.931

PE - Bolsas integrais: 2.298 Bolsas parciais: 3.013 Total: 5.311

PA - Bolsas integrais: 2.971 Bolsas parciais: 1.340 Total: 4.311

ES - Bolsas integrais: 1.917 Bolsas parciais: 2.669 Total: 4.162

CE - Bolsas integrais: 1.917 Bolsas parciais: 2.186 Total: 4.103

DF - Bolsas integrais: 1.498 Bolsas parciais: 2.480 Total: 3.978

PB - Bolsas integrais: 1.180 Bolsas parciais: 1.317 Total: 2.497

RO - Bolsas integrais: 959 Bolsas parciais: 1.348 Total: 2.307

MT - Bolsas integrais: 1.332 Bolsas parciais: 965 Total: 2.297

PI - Bolsas integrais: 737 Bolsas parciais: 1.092 Total: 1.829

MS - Bolsas integrais: 929 Bolsas parciais: 853 Total: 1.782

AC - Bolsas integrais: 554 Bolsas parciais: 792 Total: 1.346

RN - Bolsas integrais: 729 Bolsas parciais: 463 Total: 1.192

AM - Bolsas integrais: 1.008 Bolsas parciais: 147 Total: 1.155

SE - Bolsas integrais: 297 Bolsas parciais: 703 Total: 1.000

AL- Bolsas integrais: 513 Bolsas parciais: 462 Total: 975

TO - Bolsas integrais: 566 Bolsas parciais: 298 Total: 864

AP - Bolsas integrais: 378 Bolsas parciais: 132 Total: 510

RR - Bolsas integrais: 365 Bolsas parciais: 120 Total: 485

Total de bolsas integrais: 76.855 Total de bolsas parciais: 85.167 Total de bolsas oferecidas: 162.022

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar que sua renda familiar bruta mensal não excede 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa (R$ 3.300). O candidato também precisa ter feito a edição mais recente do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não ter tirado nota zero na redação.

Além disso, o interessado deve ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da respectiva instituição. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa — e, nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Como o resultado do Enem de 2020 só será divulgado após o término do processo seletivo, neste semestre, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019.

O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Algumas entidades, no entanto, entre elas a UNE (União Nacional dos Estudantes) e a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), tentam obter, na Justiça, o adiamento das provas em virtude dos reflexos da pandemia de covid-19.

O resultado da primeira chamada será divulgado neste mês, no dia 19. O ProUni oferece mais duas oportunidades para os candidatos concorrerem às bolsas de estudo, que são a segunda chamada e a lista de espera. O cronograma completo também pode ser consultado na página do programa.

* Com informações da assessoria de imprensa do MEC