PF ataca desvios de R$ 5 milhões da educação básica no Pará

Julia Affonso e Fausto Macedo

São Paulo

  • Alex de Jesus/O Tempo

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira, 25, a Operação Ábaco com o objetivo de combater um esquema que desviava recursos públicos federais destinados à educação básica. Em nota, a PF informou que, até o momento, foram apuradas fraudes de R$ 5 milhões em prefeituras na região oeste do Pará.

As investigações apontam que empresas fantasmas ou de pequeno porte foram criadas em nome de laranjas para participarem de processos licitatórios da prefeitura de Jacareacanga nos anos de 2015 e 2016. As empresas investigadas concorriam entre si em diversas licitações para dar aparência de legalidade, viabilizando o desvio dos recursos da educação básica.

Estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nos municípios de Itaituba e Jacareacanga, em órgão públicos, empresas e residências. As investigações vão prosseguir, pois há indícios de que o mesmo tipo de fraude usando essas empresas foi praticado em outras prefeituras da região.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, fraude à licitação, peculato e falsidade ideológica, com penas que, somadas, poderão chegar a 30 anos de reclusão.

O nome Ábaco faz referência a um antigo instrumento que utiliza pequenas pedras para realizar cálculos, semelhante ao significado de Itaituba, que em Tupi-Guarani significa "lugar de muitas pedras".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos