Alunos enfrentam 'maratona' no Ártico para ter aulas com 'melhor professora do mundo'

O que você faria para ter aulas com a 'melhor professora do mundo'?

Pergunte aos alunos da canadense Maggie MacDonnell.

MacDonnell venceu neste ano o prêmio anual Global Teacher Prize, promovido pela Varkey Foundation.

O título, cobiçado por educadores de todo o mundo, é concedido a professores que contribuem de forma marcante em sua profissão, usando práticas inovadoras em aula e que incentivam outras pessoas a seguirem na carreira docente.

Há seis anos, MacDonnell ensina em uma comunidade indígena do Ártico chamada Salluit, a segunda comunidade indígena localizada mais ao norte do Canadá.

O povoado da etnia inuíte tem uma população de pouco mais de 1,3 mil habitantes e só pode ser acessado por via aérea.

Reprodução/BBC
Jovens da comunidade Salluit atravessam vários obstáculos para ter aula com a "melhor professora do mundo"

A professora se destacou na competição por sua persistência em ensinar em uma localidade remota.

Ali os invernos são rigorosos (as temperaturas podem chegar a 25°C negativos) e muitos docentes costumam abandonar o posto no meio do ano letivo.

MacDonnell criou uma série de programas para seus alunos levando em conta suas áreas de interesse – de cozinha a mecânica.

Ela também montou um ginásio para jovens e adultos na comunidade local, onde os índices de uso de drogas e alcoolismo são altos.

No povoado, apenas em 2015 foram seis suicídios entre jovens de 18 a 25 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos