Sistema Solar: Planetas e características

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação
(Atualizado em 11/12/2013, às 13h)

O Sistema Solar fica num dos braços da Via-Láctea. Ele é formado pelo Sol a única estrela, e mais de 1.700 corpos celestes menores, entre cometas, asteróides, e os planetas com seus satélites. Pela ordem de distância do Sol os planetas são: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Plutão, que era considerado um planeta, foi "rebaixado" na sua classificação astronômica.

Os quatro primeiros planetas em ordem de afastamento do Sol são rochosos. Mercúrio, o mais próximo, é o oitavo em tamanho do sistema solar. O seu dia (rotação em torno do próprio eixo) dura 58 dias e 16 horas terrestres e seu ano (translação) possui 87,97 dias terrestres. É o mais veloz dos planetas, recebendo sete vezes mais luz que a Terra.

Não possui satélite, sua atmosfera é rarefeita, tem um relevo rochoso, cheio de crateras e é muito árido. Sua temperatura pode chegar a mais de 400ºC no lado voltado para o Sol e no seu lado oposto a temperatura pode variar para 180ºC abaixo de zero.

Embora seja um planeta, Vênus é conhecido como Vésper ou ainda Estrela d'Alva ou Vespertina, pois é visível a olho nu à tarde ou ao amanhecer. O segundo planeta mais próximo do Sol é o sexto em tamanho - quase o mesmo da Terra. Não possui satélite, sua atmosfera é formada principalmente por gás carbônico e ácido sulfúrico, que criam um efeito estufa no planeta. Seu relevo é rochoso e vulcânico. Sua volta ao redor do Sol leva 224,7 dias terrestres. O seu dia, ou uma volta em torno de seu próprio eixo, leva 243,01 dias terrestres.

O planeta azul e o vermelho

O terceiro em afastamento do Sol, e quinto maior em tamanho, a Terra é o único que possui água na forma líquida e tem o ar rico em nitrogênio e oxigênio. A combinação desses três elementos gerou vida no planeta. Seu relevo é rochoso, formado por placas que se deslocam em volta do globo em função das altas temperaturas geradas no seu interior.

As temperaturas da superfície variam de -70ºC a 55ºC. Possui um satélite: a Lua. A duração do seu dia (rotação) é de 23 horas e 56 minutos (aproximadamente 24 horas) a duração do seu ano (translação) é de 365 dias e 6 horas (possui ano bissexto para incorporar as 6 horas que sobram a cada quatro anos).

Conhecido como o Planeta Vermelho por causa da coloração vermelha-ferrugem, Marte é o quarto do Sistema Solar. Com montanhas, desertos, calotas polares, vulcões, desfiladeiros e atmosfera rarefeita, as temperaturas variam entre -120º.C a 25º.C. Sua translação equivale a 686,98 dias terrestres, e a rotação dura 24 horas e 37 minutos. Possui dois satélites: Fobos e Deimos.

Em seguida, existem os gigantes gasosos, planetas de atmosfera densa sem superfície rochosa.

Gigantes gasosos

Júpiter (imagem abaixo) é o maior planeta do Sistema Solar. Dentro dele caberiam 11 Terras. Acredita-se que ele represente 70% de toda a matéria que gira em torno do Sol. Sua temperatura é de -150º.C, com ventos de 500 km por hora. Translação de 11 anos e 315 dias terrestres, rotação de 9 horas e 56 minutos. Possui 39 luas ou satélites e três anéis formados por poeira e pedaços de rochas.

Saturno é o segundo maior planeta e sexto em afastamento do Sol. Gasoso, é rodeado por 7 anéis e bilhões de outros menores feitos de cristais de gelo e rocha. Foi o primeiro planeta a ser identificado pelos povos antigos. Temperatura de -150ºC e ventos de até 1.500 km por hora. Translação de 29 anos e 6 meses terrestres, rotação de 10 horas e 15 minutos. Possui 23 satélites.

Já Urano é o sétimo planeta do Sistema Solar, conhecido como planeta verde-azulado devido à composição de sua atmosfera: hidrogênio, hélio e um pouco de metano. Seu eixo é bastante inclinado, o que faz com que seu giro em volta do Sol seja feito de lado (deitado) praticamente horizontal. Sua rotação sobre seu eixo é de 98º em relação aos outros planetas (a inclinação da Terra é de 23º). Sua translação é 84 anos e 4 dias terrestres, e a rotação de 12 horas e 14 minutos. Temperatura aproximadamente de -216ºC. Possui 21 satélites e 10 anéis.

Cada vez mais longe do Sol

O último dos gigantes gasosos é Netuno: o oitavo planeta do Sistema Solar é o quarto em tamanho e possui oito satélites naturais e cinco anéis. O planeta é azul: tem atmosfera de hidrogênio, um pouco de hélio e metano. As manchas escuras e nuvens brilhantes são formadas a partir das tempestades e ventos fortíssimos, de até 2.000 km/h. A temperatura é de -214º.C. Sua translação dura aproximadamente 165 anos terrestres e sua rotação é de 16 horas e 7 minutos.

O rochoso Plutão perdeu sua condição de planeta depois de intensas discussões no encontro da União Astronômica Internacional em agosto de 2006. Mais distante do Sol e até então o menor planeta do Sistema Solar, Plutão possui uma lua chamada Caronte que gira quase colada a ele e que quase o iguala em tamanho.

A superfície de Plutão é composta de rochas e gelo, parecendo uma bola de neve gigante de metano e água. Temperatura de -220º.C. Sua rotação leva 6 dias e 9 horas terrestres. Sua órbita ao redor do Sol é de 248 anos e 6 meses. Nesse trajeto ele descreve uma elipse longa e estreita, o que o leva a cruzar com a órbita de Netuno. Essas especificidades contribuíram para que ele perdesse a condição de planeta.

Movimento e magnitude

A maioria dos planetas e satélites não foi vista ou classificada pelos cientistas. A essa altura, você já sabe que os satélites são corpos celestes de pequeno tamanho que giram em torno de outros corpos maiores e apresentam, geralmente, três movimentos: rotação, revolução e translação.

A rotação ocorre quando o satélite gira em volta do seu próprio eixo. A Lua leva, aproximadamente 28 dias para fazer seu movimento de rotação e 365 dias e 6 horas para completar sua translação, ou seja, uma volta ao redor do Sol. O movimento de revolução ocorre quando o satélite gira ao redor do seu planeta. A Lua faz esse movimento em 28 dias aproximadamente.

As estrelas são corpos celestes que têm luz própria. O brilho recebe o nome de "magnitude" e é usado para a classificação. Por exemplo, o Sol é uma estrela de quinta magnitude.

As constelações e o Zodíaco

A união de grupos de estrelas foi chamada de constelação pelos povos da Antiguidade. Para eles, cada constelação formava um desenho no céu e 12 delas foram batizadas de acordo com representações de animais ou lendas dessas civilizações, o Zodíaco. Hoje são conhecidas 88 constelações.

No Brasil e em todo o Hemisfério Sul, podemos observar a constelação do Cruzeiro do Sul, um conjunto de estrelas em forma de cruz, do qual a mais brilhante é a de Magalhães. Usamos o Cruzeiro do Sul como referência para localizar o ponto cardeal Sul. No Hemisfério Norte, a constelação da Ursa Menor, identificada pela estrela Ursa Polar, indica o ponto cardeal Norte.
 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos