Pós-graduação a distância é alternativa para crescer na carreira; conheça o MBA e o CBA

Camila Rodrigues e Simone Harnik
Do UOL, em São Paulo

  • Arte/UOL


A falta de um período do dia livre para os estudos e os horários de trabalho rígidos são dificuldades comumente relatadas por quem ingressou no mercado de trabalho. Por isso, a pós-graduação a distância tem se tornado uma alternativa para galgar postos mais altos na trajetória profissional. Esta foi a opção adotada por Janara Souza, 26 anos.

“Assim que me formei na pós, consegui um bom emprego, como assistente da gerência de um grande hotel na zona sul de São Paulo”, conta a jovem que optou pelo CBA (Certificate in Business) em gestão de negócio, com duração de 18 meses. “A exigência de dedicação é de pelo menos uma hora por dia. Quando é um curso a distância, é preciso postar todo dia e estar presente na internet”, conta.

Na opinião de Danilo Castro, diretor da Page Personnel, empresa especializada em recrutamento, o mercado vê com bons olhos a decisão por se aprofundar nos estudos. “Aprimorar o conhecimento é sempre útil. Cursos a distância em instituições reconhecidas pela qualidade do ensino são uma boa saída para quem tem pouco tempo para se dedicar presencialmente a um curso ou por quem não pode financiar um curso presencial. Cursos a distância, em geral, são mais baratos que os oferecidos no formato tradicional”, aponta.

Check list: Como escolher pós-graduação a distância

  • - Veja se a instituição é credenciada para a Educação a Distância (EAD). Acesse aqui o sistema do MEC.

    - Confira os recursos do curso, como ambiente de aprendizagem, material didático, biblioteca virtual e espaço para a troca rápida de informações entre alunos e professores.

    - Analise se o curso está de acordo com seus objetivos profissionais e seu histórico de atuação. Se você é um ingressante no mercado, pode ser mais vantajoso fazer um CBA do que um MBA, por exemplo.

    - Verifique se o investimento e as condições de pagamento cabem em seu bolso. Eventualmente, a empresa em que você trabalha pode ter programas para facilitar o estudo. Vale a pena checar.

O diretor executivo do FGV Online, Stavros Xanthopoylos, acrescenta que a pós-graduação a distância também é uma boa escolha para profissionais de cidades em que a mobilidade é difícil, como São Paulo, pelo trânsito, ou de regiões distantes de instituições de ensino formadoras. “A educação a distância é uma resposta que contorna limitações de tempo e espaço, que podem ser fatais quando se fala em qualificação profissional. A palavra-chave quando falamos em educação a distância é acesso. A EAD ultrapassa barreiras geográficas que a educação presencial ainda não consegue.”

Impacto na carreira

A limitação de tempo levou o engenheiro Ernesto Morita, 37, a procurar o MBA executivo internacional em gerenciamento de projetos. Chefe de engenharia de uma multinacional de eletrônicos, Morita tem viagens frequentes pela empresa. Assim, a EAD foi uma forma de conciliar a agenda com a necessidade de estudar. “O curso é importante, pois trabalho com inúmeras tarefas que envolvem tempo, custo e qualidade”, diz. Entretanto, apesar de as matérias iniciais já terem gerado um impacto positivo no trabalho com a equipe, o curso não rendeu retornos financeiros imediatos.

Conforme a área de atuação, o curso de pós pode ter efeitos diferentes. No caso de profissionais que não atuam em sua área de formação, analisa Castro, é possível aprofundar temas que o profissional não domina tão bem ou que foram aprendidos apenas com o dia a dia de trabalho. Para aqueles que atuam na área de formação, a pós-graduação auxilia, basicamente, na atualização e na ampliação da percepção de mercado. “Vale destacar também que, em ambos os casos, nestes cursos é possível trocar experiências e contatos com outros alunos. Networking é muito importante para todo profissional de sucesso”, pontua.

Tipos de cursos

Atualmente, a maior parte dos cursos de pós-graduação oferecidos no país são os chamados “lato sensu”, que compreendem programas de especialização, MBAs (Master in Business Administration), CBAs, entre outros. De acordo com as normas do Ministério da Educação (MEC), estes cursos devem ter duração mínima de 360 horas e, ao fim deles, o estudante obtém um certificado.

A diferença básica entre o CBA e o MBA é que o primeiro costuma ter duração um pouco mais curta e tem como público alvo o profissional com pouca experiência de mercado. O MBA, por sua vez, pode ser mais bem aproveitado por quem já carrega alguma bagagem.

Uma outra categoria de pós-graduação é a chamada “stricto sensu”, e trata dos mestrados e doutorados. Atualmente, só existe um curso de pós-graduação stricto sensu a distância recomendado pelo governo: o mestrado profissional em matemática em rede nacional (Profmat), voltado para professores da rede pública de educação e oferecido pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), com coordenação da Sociedade Brasileira de Matemática. Ao fim do mestrado, o estudante recebe um diploma.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos