Informações sobre o álbums
  • editoria:Fotos
  • galeria: Professores fazem protesto no Rio de Janeiro
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2011-professores-se-reunem-no-largo-do-machado-para-manifestacao-a-caminho-do-palacio-guanabara_album.htm
  • totalImagens: 24
  • fotoInicial: 4
  • imagePath: http://ed.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120126091007
Fotos
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reúnem no Largo do Machado preparando a manifestação a caminho do Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Manifestantes aproveitam o clima de Festa Junina e simulam casamento na roça em frente do Palácio Guanabara. Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, vieram em passeata ao local Júlio César Guimarães/UOL Mais
Manifestante fantasiado de padre simula exorcismo de membro da "Quadrilha Cabral", em alusão ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, protestam em frente do Palácio Guanabara, sede do governo local Júlio César Guimarães/UOL Mais
A principal reivindicação dos professores da rede estadual do Rio de Janeiro é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reuniram no Largo do Machado nesta manhã e seguiram para o Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reuniram no Largo do Machado nesta manhã e seguiram para o Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais
Professores e funcionários da rede estadual de educação do Rio de Janeiro, em greve desde o dia 7 de junho, se reuniram no Largo do Machado nesta manhã e seguiram para o Palácio Guanabara. A principal reivindicação é o reajuste emergencial de 26% e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos Júlio César Guimarães/UOL Mais

Professores fazem protesto no Rio de Janeiro

Mais álbuns de UOL Educação x

Veja mais:

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos