Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2013/12/19/pesquisadores-da-usp-criam-dicionario-bilingue-de-futeboles-veja-termos-curiosos.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20131219171542
    • Língua Portuguesa [54332]; Futebol [15308];
Fotos

Para evitar balões do idioma no ano da Copa do Mundo no Brasil, dois pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) resolveram criar um dicionário de 'futebolês'. O glossário bilíngue traz traduções de termos usados dentro das quatro linhas do inglês para o português e do português para o inglês, além de expressões brasileiras sobre o esporte que caíram em desuso. Confira 10 termos curiosos selecionados pelos criadores do glossário, Sabrina Matuda e Tiago Rosa Machado Michael Regan/Getty Images Mais

JOGADOR BONDE - A expressão era usada nos anos 1930 e 1940 para jogadores que tinham a fama de que já não poderiam jogar bem por estar fora de forma. Na foto, o jogador Adriano, quando ainda treinava pelo Flamengo. Após deixar o Inter de Milão, o jogador foi chamado por críticos de ex-jogador em atividade por não conseguir voltar ao seu peso normal Vipcomm Mais

JOGADOR BORBOLETA - A expressão era usada nos anos 40 para caracterizar jogadores que trocavam muito de clube. Na foto, o atacante Luizão defende as cores do Corinthians durante o Mundial de Clubes de 2000. Luizão passou por São Paulo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Botafogo, Vasco da Gama, Flamengo, Grêmio, Guarani, Guaratinguetá, La Coruña, entre outros clubes Getty Images Mais

LEITEIRA - Nos anos 1950, o termo era usado para goleiros com muita sorte debaixo das traves. Na foto, o goleiro Cássio durante partida do Corinthians contra o Chelsea no Mundial de Clubes de 2012. O goleiro não tomou gols no jogo que definiu o campeão mundial Kim Kyung-Hoon/REUTERS Mais

CALDEIRÃO - Nos anos 1950, o termo era usado para uma organização a fim de subornar algum jogador. Em novembro de 2013, um dirigente do Náutico (foto) admitiu a existência da chamada 'mala branca' no futebol brasileiro, quando um jogador ou clube recebe dinheiro para ganhar uma partida que não vale nada para o time mas que influenciará o resultado do campeonato em prol de outro clube Alexandre Lops/AI Inter Mais

CIDADELA - Nos anos 1950, o termo era usado para designar a meta adversária. Na foto, o goleiro Júlio César não alcança a bola após falta cobrada por Rogério Ceni em 2011 REUTERS/Paulo Whitaker Mais

CRICKET SCORE - A expressão inglesa é usada em jogos em que um time faz muitos gols no outro clube. Em português, a melhor tradução é 'chocolate'. Na foto, os jogadores do Barcelona comemoram gol contra o Santos, no Mundial de Clubes de 2011. A partida terminou 4 x 0 para o time catalão REUTERS/Issei Kato Mais

HOWLER - O termo é usado para casos em que o goleiro toma um gol por erro seu. Em português, costuma-se chamar isso de 'frango'. Na foto, o goleiro Bruno falha durante partida do Palmeiras contra o Tijuana na Copa Libertadores de 2013. O clube brasileiro acabou perdendo o jogo e sendo eliminado do campeonato Ricardo Nogueira/Folhapress Mais

HAT TRICK - O termo inglês teve sua origem no críquete e é usado quando um jogador marca três gols em uma mesma partida. Na foto, Hernane comemora um de seus três gols pelo Flamengo contra o Botafogo em partida da Copa do Brasil Marcelo de Jesus/UOL Mais

SOCCER - A palavra é uma corruptela de Association, de Football Association, que é como o futebol era chamado até os anos 1930 e 1940. Como nos EUA, o futebol americano já era popular quando tentaram impulsionaram o futebol por lá, preferiram o termo soccer. Na foto, o estádio Soccer City, na África do Sul AFP PHOTO / STEPHANE DE SAKUTIN Mais

HIT THE WOODWORK - Essa é a forma inglesa de dizer que a bola bateu na trave Flávio Florido/UOL Mais

Pesquisadores da USP criam dicionário bilíngue de 'futebolês'; veja termos curiosos

Mais álbuns de UOL Educação x

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos