Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2016/03/01/estudantes-protestam-contra-mafia-da-merenda-em-sp.htm
  • totalImagens: 264
  • fotoInicial: 264
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160301172851
    • SP [5110];
    • Educação [16614]; protesto de estudantes [53174];
Fotos

1º.mar.2016 - Estudantes são retirados à força pela Policia Militar de dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os manifestantes, que protestavam contra a "máfia da merenda", foram encaminhados para 36º Distrito Policial. O Deputado Coronel Telhada exigiu a retirada deles, após alegar ter sido ofendido pelos mesmos Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

1º.mar.2016 - Estudantes são retirados à força pela Policia Militar de dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os manifestantes, que protestavam contra a "máfia da merenda", foram encaminhados para 36º Distrito Policial. O Deputado Coronel Telhada exigiu a retirada deles, após alegar ter sido ofendido pelos mesmos Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

1º.mar.2016 - Estudantes são retirados à força pela Policia Militar de dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os manifestantes, que protestavam contra a "máfia da merenda", foram encaminhados para 36º Distrito Policial. O Deputado Coronel Telhada exigiu a retirada deles, após alegar ter sido ofendido pelos mesmos Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

1º.mar.2016 - Estudantes são retirados à força pela Policia Militar de dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os manifestantes, que protestavam contra a "máfia da merenda", foram encaminhados para 36º Distrito Policial. O Deputado Coronel Telhada exigiu a retirada deles, após alegar ter sido ofendido pelos mesmos Gabriel Garcia Soares/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes realizam ato contra o fechamento de salas na rede estadual e contra a 'máfia da merenda'. A concentração ocorreu por volta das 8h na estação Butantã, na linha 4-amarela do metrô, na zona oeste de São Paulo Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes realizam ato contra o fechamento de salas na rede estadual e contra a 'máfia da merenda'. A concentração ocorreu por volta das 8h na estação Butantã, na linha 4-amarela do metrô, na zona oeste de São Paulo Bruno Cotrim/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes realizam ato contra o fechamento de salas na rede estadual e contra a 'máfia da merenda'. A concentração ocorreu por volta das 8h na estação Butantã, na linha 4-amarela do metrô, na zona oeste de São Paulo Bruno Cotrim/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes realizam ato contra o fechamento de salas na rede estadual e contra a 'máfia da merenda'. A concentração ocorreu por volta das 8h na estação Butantã, na linha 4-amarela do metrô, na zona oeste de São Paulo Bruno Cotrim/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Denis Armelini/UOL Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Denis Armelini/UOL Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Denis Armelini/UOL Mais

22.mar.2016 - Estudantes secundaristas fecham a avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo. O grupo protesta contra os desvios na merenda escolar Denis Armelini/UOL Mais

29.mar.2016 - Estudantes realizam ato na avenida Paulista esquina com a avenida Brigadeiro Luis Antônio contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes realizam um ato na avenida Paulista esquina com a avenida Brigadeiro Luis Antônio contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes realizam um ato na avenida Paulista esquina com a avenida Brigadeiro Luis Antônio contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Marcelo Parmeggiani/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes protestam na avenida Brigadeiro Luis Antônio, no centro de SP, contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Marcelo Parmeggiani/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes protestam na avenida Brigadeiro Luis Antônio, no centro de SP, contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Grupo faz protesto contra os desvios na merenda escolar durante visita do governador Geraldo Alckmin às obras da linha 13 da CPTM, que fará a ligação entre São Paulo e o aeroporto de Guarulhos. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Luciano Amarante/Folhapress Mais

29.mar.2016 - Estudantes chegam ao Monumento às Bandeiras, na zona sul de São Paulo. Eles protestam contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes chegam ao Monumento às Bandeiras, na zona sul de São Paulo. Eles protestam contra o fechamento de salas na rede estadual, a "máfia da merenda" e por melhores condições de estudo na rede pública. Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes chegam à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na zona sul de São Paulo, no protesto contra a "máfia da merenda". A operação, que investiga o esquema, aponta para o suposto envolvimento do atual presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). A investigação sobre Capez, que já teve a quebra de sigilo decretada por um juiz, está em curso no Tribunal de Justiça do Estado Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes chegam à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na zona sul de São Paulo, no protesto contra a "máfia da merenda". A operação, que investiga o esquema, aponta para o suposto envolvimento do atual presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). A investigação sobre Capez, que já teve a quebra de sigilo decretada por um juiz, está em curso no Tribunal de Justiça do Estado Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Polícia Militar revista pertences dos alunos que protestam contra a "máfia da merenda" na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Marcus Leoni / Folhapress Mais

29.mar.2016 - Polícia Militar revista pertences dos alunos que protestam contra a "máfia da merenda" na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Marcus Leoni / Folhapress Mais

29.mar.2016 - Estudantes entram na plenária da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na zona sul de São Paulo, no protesto contra a "máfia da merenda". A operação, que investiga o esquema, aponta para o suposto envolvimento do atual presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). A investigação sobre Capez, que já teve a quebra de sigilo decretada por um juiz, está em curso no Tribunal de Justiça do Estado André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes chegam à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na zona sul de São Paulo, no protesto contra a "máfia da merenda". A operação, que investiga o esquema, aponta para o suposto envolvimento do atual presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). A investigação sobre Capez, que já teve a quebra de sigilo decretada por um juiz, está em curso no Tribunal de Justiça do Estado André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes fecham a avenida Pedro Álvares Cabral durante protesto contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes protestam contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes protestam contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Estudantes protestam contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", em São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Taba Benedicto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Manifestantes acampados em frente à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na avenida Paulista, em São Paulo, contra o governo Dilma confrontam estudantes que protestam contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda". Alunos reclamam que estão comendo suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.mar.2016 - Polícia Militar faz cordão de isolamento durante ato contra o fechamento de salas e a "máfia da merenda", na esquina da avenida Brigadeiro Luis Antonio com a avenida Paulista, na cidade de São Paulo (SP). Os alunos reclamam que em várias escolas a merenda foi substituída por suco e bolacha. Na manhã de hoje, a Operação Alba Branca, do Ministério Público, que investiga o desvio de dinheiro público destinado a merendas escolas, prendeu o ex-presidente da Alesp, Leonel Júlio, e mais seis investigados por fraude na merenda escolar Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

4.abr.2016 - Estudantes realizam protesto contra desvios de verba para a merenda, contra o fechamento de escolas e por melhores condições de educação na Estrada do M'Boi Mirim - seguindo pela Avenida Guarapiranga -, na zona sul de São Paulo Luiz Cláudio Barbosa/Cídigo 19/Estadão Conteúdo Mais

4.abr.2016 - Estudantes realizam protesto contra desvios de verba para a merenda, contra o fechamento de escolas e por melhores condições de educação na Estrada do M'Boi Mirim - seguindo pela Avenida Guarapiranga -, na zona sul de São Paulo Luiz Cláudio Barbosa/Cídigo 19/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antonine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antonine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes fecham avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antonine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes fecham avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antonine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes fecham avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antonine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes e Policiais Militares entram em confronto na região central de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (06), em protesto contra o fechamento de salas de aula e contra a 'máfia da merenda' Taba Benedicto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes e Policiais Militares entram em confronto na região central de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (06), em protesto contra o fechamento de salas de aula e contra a 'máfia da merenda' Taba Benedicto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Estudantes da rede estadual de SP fazem ato na praça da República, centro da cidade, onde fica a Secretaria de Educação. Eles protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Fábio Vieira/FotoRua/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Dario Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Fábio Vieira/FotoRua/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policial usa spray de pimenta contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Paulo Ermantino/Agência O Dia/Estadão Contéudo Mais

6.abr.2016 - Policial usa spray de pimenta contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Paulo Ermantino/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Homem passa mal pelo efeito do gás lacrimogêneo. Policiais militares usaram bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usaram bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usaram bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Dario Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usaram bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Taba Benedicto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usaram bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Fábio Vieira/FotoRua/Estadão Conteúdo Mais

6.abr.2016 - Policiais usam bombas de gás contra estudantes, na avenida Rio Branco, centro de São Paulo. Os alunos protestam contra os desvios na merenda e contra o fechamento de salas de aula na rede. Esta é a terceira manifestação realizada pelos estudantes neste ano Fábio Vieira/FotoRua/Estadão Conteúdo Mais

13.abr.2016 - Estudantes fazem protesto contra os desvios de verba da merenda escolar na avenida Ruy Rodrigues, no Ouro Verde, em Campinas (SP), na manhã desta quarta-feira. Houve confronto entre os manifestantes e a PM Wagner Souza/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.abr.2016 - Estudantes fazem protesto contra os desvios de verba da merenda escolar na avenida Ruy Rodrigues, no Ouro Verde, em Campinas (SP), na manhã desta quarta-feira. Houve confronto entre os manifestantes e a PM Wagner Souza/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.abr.2016 - Jovem é detido após confronto entre policias militares e estudantes na avenida Ruy Rodrigues, no Ouro Verde, em Campinas (SP), na manhã desta quarta-feira. Grupo protestava contra os desvios de verba da merenda escolar Wagner Souza/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Seguranças do Metrô de SP abordaram estudantes que seguiam para um ato na zona norte de SP. A confusão correu na linha 2-verde no percurso entre as estações Consolação e Paraíso. O grupo seguia para um protesto contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo) Leandro Carneiro/UOL Mais

20.abr.2016 - Seguranças do Metrô de SP abordaram estudantes que seguiam para um ato na zona norte de SP. A confusão correu na linha 2-verde no percurso entre as estações Consolação e Paraíso. O grupo seguia para um protesto contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo) Leandro Carneiro/UOL Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde Dario Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde Newton Menexes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde Dario Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo), na manhã desta quarta-feira. Muitos têm aula em período integral e reclamam da substituição da refeição por merenda seca, com biscoitos. Mais cedo, um grupo de alunos que teria pulado a catraca do metrô entrou em confronto com seguranças na linha 2-verde André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes de escolas técnicas fazem protestos contra a falta de merenda. O ato começou por volta das 7h, na região da Luz, no centro de São Paulo, e no início da tarde eles bloqueavam a avenida Paulista nos dois sentidos J. Duran Machfee/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

20.abr.2016 - Estudantes de escolas técnicas fazem protestos contra a falta de merenda. O ato começou por volta das 7h, na região da Luz, no centro de São Paulo, e no início da tarde eles bloqueavam a avenida Paulista nos dois sentidos Taba Benedicto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP J. Duran Machfee/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Fábio Vieira/Fotorua/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Ciclista aplaude ato de alunos de escolas públicas na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato na avenida Paulista, na região central de São Paulo, nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes de escolas públicas realizam um ato em uma Etec em São Paulo nesta quinta contra os desvios na merenda e os cortes na rede estadual de SP Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - PM usa gás de pimenta contra estudantes secundaristas que tentam pular o portão do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira. Eles protestam contra os cortes de verbas na educação, o fechamento de salas de aula e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes secundaristas pulam o portão do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira. Eles protestam contra os cortes de verbas na educação, o fechamento de salas de aula e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes secundaristas pulam o portão do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira. Eles protestam contra os cortes de verbas na educação, o fechamento de salas de aula e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP Dario Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes secundaristas pulam o portão e entraram no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira. Eles protestam contra os cortes de verbas na educação, o fechamento de salas de aula e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP. Ato começou na avenida Paulista na manhã de hoje André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2016 - Estudantes secundaristas se protegem do gás lançado pela PM no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira. Um grupo pulou o portão para entrar no local. Eles protestam contra os cortes de verbas na educação, o fechamento de salas de aula e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP. Ato começou na avenida Paulista na manhã de hoje Fábio Vieira/Fotorua/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2016 - Estudantes de escolas da rede estadual de ensino de São Paulo e de Etecs (escolas técnicas) ocupam desde a tarde de quinta-feira a sede do Centro Paula Souza, na região ce São Paulo (SP). Na manhã desta sexta-feira, os funcionários não puderam entrar no prédio. Os alunos dizem que seguirão acampados no local até que a instituição garanta comida para os alunos das Etecs. Além de exigir alimentação, os estudantes protestam contra os desvios na merenda e os cortes nos repasses para a educação NewtonMenezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2016 - Estudantes de escolas da rede estadual de ensino de São Paulo e de Etecs (escolas técnicas) ocupam desde a tarde de quinta-feira a sede do Centro Paula Souza, na região ce São Paulo (SP). Na manhã desta sexta-feira, os funcionários não puderam entrar no prédio. Os alunos dizem que seguirão acampados no local até que a instituição garanta comida para os alunos das Etecs. Além de exigir alimentação, os estudantes protestam contra os desvios na merenda e os cortes nos repasses para a educação NewtonMenezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2016 - Estudantes de escolas da rede estadual de ensino de São Paulo e de Etecs (escolas técnicas) ocupam desde a tarde de quinta-feira a sede do Centro Paula Souza, na região ce São Paulo (SP). Na manhã desta sexta-feira, os funcionários não puderam entrar no prédio. Os alunos dizem que seguirão acampados no local até que a instituição garanta comida para os alunos das Etecs. Além de exigir alimentação, os estudantes protestam contra os desvios na merenda e os cortes nos repasses para a educação NewtonMenezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

30.abr.2016 - Grade da Escola Estadual Fernão Dias Paes, no bairro de Pinheiros, São Paulo, amanhece com aviso de ocupação por parte dos alunos neste sábado (30). Desde quinta-feira (28), estudantes de instituições técnicas e de escolas estaduais realizam novas ocupações contra fechamento de salas. Entre os novos atos está o Centro Paula Souza, autarquia do governo estadual que também sedia a Etec Santa Ifigênia e o Centro de Capacitação Gustavo Basso/UOL Mais

30.abr.2016 - Alunos seguem acampados neste sábado (30) no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, desde a última quinta-feira (28). Pais de alunos têm contribuído com roupas de inverno e mantimentos. Eles afirmam que seguirão ocupando o local até que a instituição garanta comida para os alunos das Etecs. Além de exigir alimentação, os estudantes protestam contra a máfia da merenda escolar e cortes nos repasses para a educação Marco Ambrósio/Estadão Conteúdo Mais

1º.mai.2016 - Estudantes secundaristas mantêm ocupação do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, em protesto contra a "máfia da merenda" e aos cortes nos repasses para a educação Felipe Rau/Estadão Conteúdo Mais

1º.mai.2016 - Estudantes fazem vigília na ocupação da escola estadual Fernão Dias na madrugada deste domingo Paulo Ermantino/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - O secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, se reúne com o comando da PM (Polícia Militar) e a diretora do Centro Paula Souza, Laura Laganá, próximo ao prédio do Centro Paula Souza, na região da Luz, no Centro de São Paulo (SP), na manhã desta segunda-feira (2). A Justiça determinou a reintegração de posse do local no domingo Rgério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

2.mai.2016 - Alunos da Escola Estadual Fernão Dias fazem assembleia para decidir se vão manter a ocupação da escola Bruna Souza Cruz/UOL Mais

02.mai.2016 - Tropa de Choque entra na sede do Centro Paula Souza; reintegração de posse foi concedida no domingo Danilo Verpa/Folhapress Mais

02.mai.2016 - Tropa de Choque da PM se posiciona no saguão da sede do Centro Paula Souza. O prédio está ocupado desde quinta-feira e a Justiça já concedeu reintegração de posse Danilo Verpa/Folhapress Mais

02.mai.2016 - A PM liberou a entrada de funcionários da sede do Centro Paula Souza, localizada no Centro de São Paulo. Estudantes invadiram o local na quinta-feira, em protesto contra a situação da merenda e o corte de gastos em educação Danilo Verpa/Folhapress Mais

02.mai.2016 - Estudante secundarista se senta em frente à Tropa de Choque, que entrou na sede do Centro Paula Souza na manhã desta segunda. O prédio está ocupado desde quinta-feira em protesto à situação da merenda Danilo Verpa/Folhapress Mais

02.mai.2016 - Tropa de Choque da PM se posiciona no saguão da sede do Centro Paula Souza, região central de São Paulo. O prédio está ocupado desde quinta-feira (28) e a Justiça já concedeu reintegração de posse Dario Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Tropa de Choque da PM se posiciona no saguão da sede do Centro Paula Souza, região central de São Paulo. O prédio está ocupado desde quinta-feira (28) e a Justiça já concedeu reintegração de posse. Os estudantes protestam contra a "máfia da merenda" e também contra os cortes na educação Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando o prédio do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo. Eles protestam contra a "máfia da merenda" e contra os cortes na educação. A Tropa de Choque da PM também está no local Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes que ocupam o prédio do Centro Paula Souza recebem doação de marmitas para o almoço na tarde desta segunda-feira (2). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e contra os cortes na educação. A Tropa de Choque da PM está no local Paulo Ermantino/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes que ocupam o prédio do Centro Paula Souza recebem doação de marmitas para o almoço na tarde desta segunda-feira (2). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e contra os cortes na educação. A Tropa de Choque da PM está no local Paulo Ermantino/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes recolocam portão que a Polícia Militar retirou durante a entrada no prédio do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo. Estudantes secundaristas ocupam o prédio desde quinta-feira (28). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e contra os cortes na educação. A Tropa de Choque da PM está no local Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes que ocupam o prédio do Centro Paula Souza recebem doação de marmitas para o almoço na tarde desta segunda-feira (2). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e contra os cortes na educação. A Tropa de Choque da PM está no local Newton Menezes/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - A deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP) visita a ocupação do Centro Paula Souza Fábio Vieira/Fotorua/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Eduardo Suplicy e o deputado estadual Carlos Gianazzi visitam a ocupação no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo. Estudantes secundaristas ocupam o local desde quinta-feira (28). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudante lê documento do Tribunal de Justiça de São Paulo que determina a saída da Polícia Militar do prédio do Centro Paula Souza, na região central de São Paulo. O local está ocupado por secundaristas desde quinta-feira (28). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e cortes na educação Paulo Ermantino/Estadão Conteúdo Mais

02.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando a sede do Centro Paula Souza, na região central da cidade de São Paulo. Os alunos reivindicam distribuição de merenda em todas as escolas técnicas estaduais e protestam contra desvios de verbas na educação pública. O juiz Luis Manuel Pires, da Central de Mandados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), considerou ilegal a ação da Força Tática da Polícia Militar, que entrou no prédio na manhã de segunda, sem autorização judicial Werther Santana/Estadão Conteúdo Mais

03.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando a sede do Centro Paula Souza, na região central da cidade de São Paulo. Os alunos reivindicam distribuição de merenda em todas as escolas técnicas estaduais e protestam contra desvios de verbas na educação pública. O juiz Luis Manuel Pires, da Central de Mandados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), considerou ilegal a ação da Força Tática da Polícia Militar, que entrou no prédio na manhã de segunda, sem autorização judicial Fábio Vieira/Fotorua/Estadão Conteúdo Mais

03.mai.2016 - Funcionários dão abraço coletivo na sede do Centro Paula Souza, na região central da cidade de São Paulo. Alunos que reivindicam distribuição de merenda em todas as escolas técnicas estaduais permanecem acampados no local. Alguns gritaram "queremos trabalhar!". Outros chamaram os ocupantes de "vagabundos" e os mandaram estudar Werther Santana/Estadão Conteúdo Mais

03.mai.2016 - Hora do almoço no prédio da Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo), no bairro da Luz. A unidade segue ocupada por estudantes que protestam contra os cortes de verbas na educação e pela punição dos envolvidos nos desvios da merenda na rede estadual de SP Reprodução/Jornalete da ETESP Mais

03.mai.2016 - Alunos da Escola Estadual Professor Emygdio de Barros, na zona oeste de São Paulo, decidiram ocupar o colégio na manhã de hoje. Nesta terça (3), ao menos três Etecs (Escola Técnicas Estadual de São Paulo) seguem ocupadas por estudantes. Os protestos são contra a falta de merenda e desvios na verba para a educação Kevin David/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação Arquivo pessoal Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação Marlene Bergamo/Folhapress Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação Marlene Bergamo/Folhapress Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação Divulgação Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação J. F. Diorio/Estadão Conteúdo Mais

03.mai.2016 - Estudantes ocupam o plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Eles protestam contra a "máfia da merenda" e os cortes na educação J. F. Diorio/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - Estudantes da Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) publicam foto da chamada merenda seca e reivindicam um cardápio que envolva "refeições completas e nutritivas, almoços de verdade" Reprodução/Jornalete da ETESP Mais

04.mai.2016 - O cantor e compositor Chico César esteve na Alesp em apoio aos estudantes secundaristas que invadiram a Casa no final da tarde do dia 3. Os manifestantes querem a instauração imediata da CPI da Merenda Mario Ângelo/SigmaPress/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - O cantor e compositor Chico César esteve na Alesp em apoio aos estudantes secundaristas que invadiram a Casa no final da tarde do dia 3. Os manifestantes querem a instauração imediata da CPI da Merenda Mario Ângelo/Sigma Press/Estadão Conteúdo Mais

4.mai.2016 - Estudantes passam a madrugada desta quarta-feira, 04, no prédio da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na região do Ibirapuera, zona sul de São Paulo, como protesto para a criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula Mario Ângelo/Sigma Press/Estadão Conteúdo Mais

4.mai.2016 - Estudantes passam a madrugada desta quarta-feira, 04, no prédio da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na região do Ibirapuera, zona sul de São Paulo, como protesto para a criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula Mario Ângelo/Sigma Press/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - Estudantes fazem um "escracho" contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB-SP), e o secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, em protesto contra a máfia da merenda e por mais investimentos na educação em frente ao diretório estadual do PSDB, na avenida Indianópolis Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - Estudantes protesto contra a máfia da merenda e por mais investimentos na educação em frente ao diretório estadual do PSDB, na avenida Indianópolis, em São Paulo. Alguns alunos aproveitaram para fazem um "escracho" contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB-SP), e o secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - Estudantes fazem um "escracho" contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB-SP), e o secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, em protesto contra a máfia da merenda e por mais investimentos na educação em frente ao diretório estadual do PSDB, na avenida Indianópolis Nelson Antoine/FramePhoto/Estadão Conteúdo Mais

04.mai.2016 - Alunos da Etec Jaraguá, zona noroeste de São Paulo, participam de limpeza da unidade. Ela também foi ocupada por estudantes nessa terça (3). Eles protestam contra a falta de segurança ao redor da instituição, os desvios na verba para a educação, os baixos salários de professores e funcionários e apoiam a briga dos estudantes por uma merenda de qualidade Reprodução/OCUPA Jaraguá - Revolts Mais

04.mai.2016 - Estudantes da Etec Mandaqui, localizada em Santana, decidiram ocupar o local por volta das 6h20. Eles protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo) e desvios de verbas na educação Reprodução/Resistência Mandaqui Mais

04.mai.2016 - Estudantes da Etec Mandaqui, localizada em Santana, decidiram ocupar o local por volta das 6h20. Eles protestam contra a falta de merenda nas Etecs (Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo) e desvios de verbas na educação Hugo Araújo/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes secundaristas permanecem acampados no plenário da Alesp *(Assembleia Legislativa de São Paulo) como protesto pela criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula da rede estadual Clayton de Souza/Estadão Conteúdo Mais

4.mai.2016 - Estudantes se organizam durante ocupação da Alesp, em São Paulo. Eles estão na Casa desde o final da tarde do dia 3 e reivindicam a instauração da CPI da merenda Emanuel Colombari/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes que ocuparam alesp fazem lanche nesta quarta; eles estão na Casa desde terça e protestam contra a máfia da merenda Emanuel Colombari/UOL Mais

4.mai.2016 - Clima de feriado do lado de fora da Alesp, quase não há movimento. O presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta. ele também isolou a Alesp na intenção de cansar o movimento dos secundaristas que ocupam o prédio desde o dia 3 Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - O presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta. ele também isolou a Alesp na intenção de cansar o movimento dos secundaristas que ocupam o prédio desde o dia 3 Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - O presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta. ele também isolou a Alesp na intenção de cansar o movimento dos secundaristas que ocupam o prédio desde o dia 3 Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - O presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta. ele também isolou a Alesp na intenção de cansar o movimento dos secundaristas que ocupam o prédio desde o dia 3 Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes secundaristas permanecem acampados no plenário da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) como protesto pela criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula da rede estadual. O presidente da Alesp, Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes secundaristas permanecem acampados no plenário da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) como protesto pela criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula da rede estadual. O presidente da Alesp, Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes secundaristas permanecem acampados no plenário da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) como protesto pela criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula da rede estadual. O presidente da Alesp, Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta Lucas Lima/UOL Mais

4.mai.2016 - Estudantes secundaristas permanecem acampados no plenário da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) como protesto pela criação da CPI da Merenda e contra o fechamento de salas de aula da rede estadual. O presidente da Alesp, Fernando Capez, decretou ponto facultativo nesta quarta Lucas Lima/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

5.mai.2016 - Estudantes retiram pertences da sede do Centro Paula Souza, ocupado há uma semana. Há uma liminar de reintegração de posse a ser cumprida na manhã desta quinta Danilo Verpa/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes secundaristas ocupam Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) desde as 17h15 do dia 3 de maio. O presidente da Alesp, Fernando Capez, pediu reintegração de posse ontem. Os manifestantes pedem isntauração da CPI da merenda, e Capez poderia estar envolvido no esquema Alex Silva/Estadão Conteúdo Mais

05.mai.2016 - Estudantes secundaristas ocupam Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) desde as 17h15 do dia 3 de maio. O presidente da Alesp, Fernando Capez, pediu reintegração de posse ontem. Os manifestantes pedem isntauração da CPI da merenda, e Capez poderia estar envolvido no esquema Alex Silva/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - Estudantes que ocupam sede do Centro Paula Souza, no Centro de São Paulo, fazem assembleia na manhã desta quinta. Há reintegração de posse expedida pela Justiça Emanuel Colombari/UOL Mais

5.mai.2016 - A sambista e deputada Leci Brandão toma café com estudantes secundaristas que ocupam plenário da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na zona sul da capital. O grupo ocupa o local desde as 17h da última terça-feira (3) em protesto contra a "mafia da merenda". Eles exigem a abertura de uma CPI para investigar o caso. O presidente da Casa, Fernando Capez (PSDB), já pediu a reintegração de posse no plenário da Assembleia Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - Estudantes se preparam para resistir em reintegração de posse do Centro Paula Souza, região central São Paulo (SP). O juiz Luís Manuel Pires, da Central de Mandados do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou que a reintegração ocorra hoje. Os jovens ocupam o local desde 28 de abril em protesto contra os esquemas de desvios de verba para a compra da merenda, os problemas com a alimentação escolar nas Etecs e Fatecs e os cortes nos repasses para a educação Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - Um grupo de manifestantes permanece acampado em frente à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), zona sul da capital paulista, em apoio aos estudantes secundaristas que ocupam o plenário desde terça-feira (3). Os alunos exigem a abertura de uma CPI que investigue a "máfia da merenda". O presidente da Casa, Fernando Capez (PSDB), já pediu a reintegração de posse do local Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo questionou duas das exigências do juiz Luís Manuel Pires, da Central de Mandados do Tribunal de Justiça de São Paulo, para o cumprimento da reintegração de posse do prédio do Centro Paula Souza. A pasta questiona a proibição do uso de arma não letal na ação policial e ainda considera arbitrária a imposição do Secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, para comandar e executar a operação Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - Estudantes dividem marmitas durante ocupação no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo. A Secretaria de Segurança Pública do Estado adiou a reintegração de posse do local por considerar "ilegais" e "abusivas" as medidas estabelecidas pela Justiça Paulo Ermantino/Raw Image/Estadão Conteúdo Mais

5.mai.2016 - O governo do Estado de São Paulo divulgou nota afirmando que representantes dos alunos que ocupam a sede do Centro Paula Souza, região central da capital paulista, faltaram a reunião com o vice-governador Márcio França, marcada para as 10h de hoje. O comunicado diz "medidas de interesse dos estudantes" seriam divulgadas, mas não detalha quais seriam elas Divulgação Mais

05.mai.2016 - Manifestantes acampam em frente à Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) em apoio aos estudantes que ocupam o local. Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes permanecem ocupando plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Manifestantes acampam em frente à Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) em apoio aos estudantes que ocupam o local. Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Manifestantes acampam em frente à Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) em apoio aos estudantes que ocupam o local. Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e contra os cortes na educação Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo Mais

05.mai.2016 - Oficial de Justiça lê ordem judicial de reintegração de posse do plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) aos estudantes que ocupam o local, nesta quinta-feira (5). Estudantes devem deixar o local até as 16h40 de sexta-feira (6). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Oficial de Justiça lê ordem judicial de reintegração de posse do plenário da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) aos estudantes que ocupam o local, nesta quinta-feira (5). Estudantes devem deixar o local até as 16h40 de sexta-feira (6). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e os cortes na educação Lucas Lima/UOL Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e contra os cortes na educação Fábio Vieira/Estadão Conteúdo Mais

05.mai.2016 - Estudantes continuam ocupando Centro Paula Souza, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira (5). Eles protestam contra a 'máfia da merenda' e contra os cortes na educação Fábio Vieira/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Policiais se preparam para realizar operação de reintegração de posse no Centro Paula Souza, no centro de São Paulo. O prédio, uma autarquia do governo estadual que gere as Etecs (Escolas Técnicas) de SP está ocupado por alunos em protesto desde o último dia 28 Artur Rodrigues/Folhapress Mais

6.mai.2016 - Tropa de Choque cerca Centro Paula Souza para cumprimento da reintegração de posse. O prédio está ocupado por estudantes desde dia 28 Leonardo Benassatto/Futura Press/Folhapress Mais

6.mai.2016 - PM arrasta estudante que ocupava Centro Paula Souza, no Centro de São Paulo. Um grupo de estudantes foi arrastado para fora da sede do Centro Paula Souza. A PM cumpria reintegração de posse do prédio que estava ocupado por secundaristas desde o dia 28. Eles reivindicam alimentação nas escolas técnicas do Estado (etecs) e pedem punição ao envolvidos na chamada "Máfia da Merenda" Leonardo Benassatto/Futura Press/Folhapress Mais

6.mai.2016 - PM tira estudantes de dentro da sede do Centro Paula Souza em cumprimento da reintegração de posse; estudantes foram arrastados Leonardo Benassatto/Futura Press Mais

6.mai.2016 - Tropa de Choque cerca sede do Centro Paula Souza, após reintegração de posse do prédio que ocorre na manhã desta sexta Emanuel Colombari/UOL Mais

6.mai.2016 - Após reintegração de posse do Centro Paula Souza, estudantes que saíram da ocupação se dirigem à Etesp (Escola Técnica de São Paulo) Zanone Fraissat/Folhapress Mais

6.mai.2016 - Policial empurra estudante durante reintegração de posse no Centro Paula Souza, no centro de São Paulo. Uma liminar expedida pelo desembargador Rubens Rihl, da 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (5) derrubou as exigências feitas à Polícia Militar e a Secretaria de Segurança Pública determinando a reintegração imediata de posse do local Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Policiais Militares realizam reintegração de posse no Centro Paula Souza, região central de São Paulo, ocupado por estudantes em protesto contra a falta de merenda Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Policial retira estudante que ocupava o Centro Paula Souza, no centro de São Paulo. A PM cumpria reintegração de posse do prédio que estava ocupado por secundaristas desde o dia 28. Eles reivindicam alimentação nas escolas técnicas do Estado (etecs) e pedem punição ao envolvidos na chamada "Máfia da Merenda" Marlene Bérgamo/Folhapress Mais

6.mai.2016 - Policiais Militares realizam reintegração de posse no Centro Paula Souza, região central de São Paulo, ocupado por estudantes em protesto contra a falta de merenda Newton Menezes/Futura Press/Folhapress Mais

6.mai.2016 - Policiais Militares realizam reintegração de posse no Centro Paula Souza, região central de São Paulo, ocupado por estudantes em protesto contra a falta de merenda Newton Menezes/Futura Press/Folhapress Mais

6.mai.2016 - Após serem retirados do Centro Paula Souza, que estava ocupada desde o último dia 28, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes), em São Paulo. Eles tentaram entrar na Etec São Paulo, ocupada desde segunda-feira (3), que funciona no mesmo espaço da Fatec da Tiradentes. Policiais impediram a entrada dos alunos e houve princípio de tumulto Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Após serem retirados do Centro Paula Souza, que estava ocupada desde o último dia 28, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes, em São Paulo. Eles tentaram entrar na Etec São Paulo, ocupada desde segunda-feira (3), que funciona no mesmo espaço da Fatec da Tiradentes. Policiais impediram a entrada dos alunos e houve princípio de tumulto Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Após serem retirados do Centro Paula Souza, que estava ocupada desde o último dia 28, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes), em São Paulo. Eles tentaram entrar na Etec São Paulo, ocupada desde segunda-feira (3), que funciona no mesmo espaço da Fatec da Tiradentes. Policiais impediram a entrada dos alunos e houve princípio de tumulto Mario Ângelo/Sigmapress/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Após serem retirados do Centro Paula Souza, que estava ocupada desde o último dia 28, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes), em São Paulo. Eles tentaram entrar na Etec São Paulo, ocupada desde segunda-feira (3), que funciona no mesmo espaço da Fatec da Tiradentes. Policiais impediram a entrada dos alunos e houve princípio de tumulto Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Cinco pessoas foram detidas por furto de equipamentos de informática na madrugada desta sexta-feira (05), na região central de São Paulo. Há suspeita de que o material teria sido retirado de dentro do Centro Paula Souza, em São Paulo. Os suspeitos (quatro maiores e um menor) foram encaminhados para o 2º Distrito Policial, no bairro do Bom Retiro. O prédio da sede da autarquia estadual sofreu reintegração de posse na manhã de hoje Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Cinco pessoas foram detidas por furto de equipamentos de informática na madrugada desta sexta-feira (05), na região central de São Paulo. Há suspeita de que o material teria sido retirado de dentro do Centro Paula Souza, em São Paulo. Os suspeitos (quatro maiores e um menor) foram encaminhados para o 2º Distrito Policial, no bairro do Bom Retiro. O prédio da sede da autarquia estadual sofreu reintegração de posse na manhã de hoje Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Imagens de dentro da sede do Centro Paulo Souza, na região central de São Paulo. O local estava ocupado por estudantes desde o dia 28 de abril e hoje a PM realizou uma ação de reintegração de posse. Após serem retirados prédio, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes Hélvio Romero/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Imagens de dentro da sede do Centro Paulo Souza, na região central de São Paulo. O local estava ocupado por estudantes desde o dia 28 de abril e hoje a PM realizou uma ação de reintegração de posse. Após serem retirados prédio, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes Hélvio Romero/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Imagens de dentro da sede do Centro Paulo Souza, na região central de São Paulo. O local estava ocupado por estudantes desde o dia 28 de abril e hoje a PM realizou uma ação de reintegração de posse. Após serem retirados prédio, estudantes interditaram a pista local da avenida Tiradentes Hélvio Romero/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Estudantes protestam em frente à Diretoria de Ensino Região Centro-Oeste, na esquina das ruas Cayowaá e Paulo Vieira, no Sumaré, em São Paulo. Alguns alunos que estavam na ocupação do Centro Paula Souza, na região central da capital paulista, seguiram para outra ocupação no local Marivaldo Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Estudantes protestam em frente à Diretoria de Ensino Região Centro-Oeste, na esquina das ruas Cayowaá e Paulo Vieira, no Sumaré, em São Paulo. Alguns alunos que estavam na ocupação do Centro Paula Souza, na região central da capital paulista, seguiram para outra ocupação no local Marcelo D. Sants/Frame Photo/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Estudantes deixam a Alesp em cumprimento da reintegração de posse do prédio; eles estavam lá desde o dia 3 e protestavam pela instauração da CPI da merenda. Sairam com flores nas mãos e ao som de uma batucada de bateria Fernando Notari/UOL Mais

6.mai.2016 - Estudantes deixam a Alesp em cumprimento da reintegração de posse do prédio; eles estavam lá desde o dia 3 e protestavam pela instauração da CPI da merenda. Sairam com flores nas mãos e ao som de uma batucada de bateria Ale Vianna/Eleven/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Estudantes deixam a Alesp em cumprimento da reintegração de posse do prédio; eles estavam lá desde o dia 3 e protestavam pela instauração da CPI da merenda. Sairam com flores nas mãos e ao som de uma batucada de bateria Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

6.mai.2016 - Estudantes deixam a Alesp em cumprimento da reintegração de posse do prédio; eles estavam lá desde o dia 3 e protestavam pela instauração da CPI da merenda Ale Vianna/Eleven/Estadão Conteúdo Mais

8.mai.2016 - Muitos dos alunos que ocupam as Etecs (Escola Técnicas Estadual de São Paulo) passaram o Dia das Mães dentro dos colégios. Para celebrar a data, alguns convidaram a família para passar o domingo dentro das ocupações. Em alguns lugares como na Etesp, bairro Bom Retiro, não foi possível a entrada dos familiares Reprodução/Mal Educado Mais

8.mai.2016 - Muitos dos alunos que ocupam as Etecs (Escola Técnicas Estadual de São Paulo) passaram o Dia das Mães dentro dos colégios. Para celebrar a data, alguns convidaram a família para passar o domingo dentro das ocupações. Em alguns lugares como na Etesp, bairro Bom Retiro, não foi possível a entrada dos familiares Reprodução/Mal Educado Mais

8.mai.2016 - Muitos dos alunos que ocupam as Etecs (Escola Técnicas Estadual de São Paulo) passaram o Dia das Mães dentro dos colégios. Para celebrar a data, alguns convidaram a família para passar o domingo dentro das ocupações. Em alguns lugares como na Etesp, bairro Bom Retiro, não foi possível a entrada dos familiares e o "encontro" foi feito entre grades Reprodução/Jornalete da ETESP Mais

8.mai.2016 - Muitos dos alunos que ocupam as Etecs (Escola Técnicas Estadual de São Paulo) passaram o Dia das Mães dentro dos colégios. Para celebrar a data, alguns convidaram a família para passar o domingo dentro das ocupações. Em alguns lugares como na Etesp, bairro Bom Retiro, não foi possível a entrada dos familiares e o "encontro" foi feito entre grades Reprodução/Jornalete da ETESP Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas fazem ato unificado pela CPI das Merendas, contra o corte na educação e reorganização disfarçada. A mobilização foi marcada para começar no Parque da Luz, em São Paulo (SP) Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas fazem ato unificado pela CPI das Merendas, contra o corte na educação e reorganização disfarçada. A mobilização foi marcada para começar no Parque da Luz, em São Paulo (SP) Rogério Padula/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas fazem ato unificado pela CPI das Merendas, contra o corte na educação e reorganização disfarçada. A mobilização foi marcada para começar no Parque da Luz, em São Paulo (SP) Dario Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas fazem ato unificado pela CPI das Merendas, contra o corte na educação e reorganização disfarçada. A mobilização foi marcada para começar no Parque da Luz, em São Paulo (SP) Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas fazem ato unificado pela CPI das Merendas, contra o corte na educação e reorganização disfarçada. A mobilização começou no Parque da Luz, em São Paulo (SP) Dario Oliveira/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas realizam ato unificado por melhorias na educação e contra desvios na merenda escolar, na região central da cidade de São Paulo. Eles seguem em direção ao Parque da Juventude, na zona norte da capital Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Estudantes secundaristas realizam ato unificado por melhorias na educação e contra desvios na merenda escolar, na região central da cidade de São Paulo. Eles seguem em direção ao Parque da Juventude, na zona norte da capital Taba Benedicto/Folhapress Mais

10.mai.2016 - Integrantes do movimento Minha Sampa protestam na Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), no Ibirapuera, zona sul da capital, nesta terça-feira (10). O ex-chefe de gabinete da Casa Civil do governo de São Paulo, Luiz Roberto Santos, deveria prestar depoimento à Comissão esta tarde, mas não compareceu Marco Ambrosio/Estadão Conteúdo Mais

10.mai.2016 - Integrantes do movimento Minha Sampa protestam na Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), no Ibirapuera, zona sul da capital, nesta terça-feira (10). O ex-chefe de gabinete da Casa Civil do governo de São Paulo, Luiz Roberto Santos, deveria prestar depoimento à Comissão esta tarde, mas não compareceu Marco Ambrosio/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Estudantes que foram retirados da Diretoria Regional de Ensino Centro Oeste são levados de ônibus para o 23º DP na manhã desta sexta; eles protestavam contra a "Máfia da Merenda" e reivindicavam alimentação para alunos dos cursos de período integral Chello Fotógrafo/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Estudantes que foram retirados da Diretoria Regional de Ensino Centro Oeste foram encaminhados para o 23º DP na manhã desta sexta; eles protestavam contra a "Máfia da Merenda" e reivindicavam alimentação para alunos dos cursos de período integral Chello Fotógrafo/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Pelo menos 50 estudantes foram apreendidos e detidos na madrugada desta sexta; eles ocupavam prédios públicos reivindicando alimentação (merenda) para estudantes dos cursos de período integral Reprodução/O Mal Educado Mais

13.mai.2016 - Pelo menos 50 estudantes foram apreendidos e detidos na madrugada desta sexta; eles ocupavam prédios públicos reivindicando alimentação (merenda) para estudantes dos cursos de período integral Reprodução/O Mal Educado Mais

13.mai.2016 - PM retira estudantes da Delegacia Regional de Ensino Oeste em São Paulo; estudantes protestavam por alimentação das etecs do Centro Paula Souza Chello Fotógrafo/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - PM retira estudantes da Delegacia Regional de Ensino Oeste em São Paulo; estudantes protestavam por alimentação das etecs do Centro Paula Souza Chello Fotógrafo/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - PM retira estudantes da Etesp (Escola Técnica de São Paulo) sem ordem judicial; ação seguiu recomendação da Procuradoria Geral do Estado. O prédio estava ocupado por estudantes que reivindicavam alimentação para os cursos de período integral Leonardo Benassatto/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - PM retira estudantes da Etesp (Escola Técnica de São Paulo) sem ordem judicial; ação seguiu recomendação da Procuradoria Geral do Estado. O prédio estava ocupado por estudantes que reivindicavam alimentação para os cursos de período integral Leonardo Benassatto/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Estudantes abraçam secundarista liberado após prestar depoimento no 3º DP em São Paulo (SP). Hoje pela manhã a PM retirou estudantes que ocupavam o prédio da Etesp em protesto contra a falta e ao desvio de merenda nas escolas estaduais Leonardo Benassatto/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Estudante abraça colegas após ser liberado no 3ºDP, no Centro de São Paulo; eles ocupavam a Escola Técnica de São Paulo (Etesp) contra a falta de merenda Nelson Antonie/Frame Photo/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Estudante abraça colegas após ser liberado no 3ºDP, no Centro de São Paulo; eles ocupavam a Escola Técnica de São Paulo (Etesp) contra a falta de merenda Nelson Antonie/Frame Photo/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes se concentram na Praça do Ciclista, em São Paulo, para o protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Bruna Souza Cruz/UOL Mais

13.mai.2016 - Manifestantes se concentram na Praça do Ciclista, em São Paulo, para o protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Bruna Souza Cruz/UOL Mais

13.mai.2016 - Manifestantes se concentram na Praça do Ciclista, em São Paulo, para o protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Kevin David/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes fazem protesto, em São Paulo, em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Kevin David/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes fazem protesto, em São Paulo, em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Kevin David/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes fazem protesto, em São Paulo, em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes fazem protesto, em São Paulo, em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (13). Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios Rogério Padula/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes pedem por merenda nas escolas durante protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, em São Paulo. Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios. Eles já foram liberados Kevin David/Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes pedem por merenda nas escolas durante protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, em São Paulo. Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios. Os estudantes já foram liberados Rodério Padula/ Futura Press/ Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes pedem por merenda nas escolas durante protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, em São Paulo. Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios. Os estudantes já foram liberados Paulo Ermantino/ Raw Image/ Estadão Conteúdo Mais

13.mai.2016 - Manifestantes pedem por merenda nas escolas durante protesto em solidariedade aos estudantes que foram detidos pela Polícia Militar, em São Paulo. Cerca de 50 alunos que ocupavam a Etesp (Escola Técnica Estadual de São Paulo) e três órgãos regionais de ensino (Centro-Oeste, Norte 1 e uma em Guarulhos) foram levados para delegacias durante ação da PM para desocupar os prédios. Os estudantes já foram liberados Kevin David/ Futura Press/ Estadão Conteúdo Mais

17.mai.2016 - Alunos da Escola Estadual Dario de Queiroz, em São Miguel, zona leste de São Paulo (SP), realizam uma caminhada até a Delegacia de Ensino Leste 2 em protesto por melhorias na alimentação, na educação e também por melhorias na infra estrutura da escola Peter Leone/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

17.mai.2016 - Alunos da Escola Estadual Dario de Queiroz, em São Miguel, zona leste de São Paulo (SP), realizam uma caminhada até a Delegacia de Ensino Leste 2 em protesto por melhorias na alimentação, na educação e também por melhorias na infra estrutura da escola Peter Leone/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

18.mai.2016 - Alunos de escolas estaduais e do ensino técnico bloquearam a avenida Paulista, em São Paulo, em protesto por melhorias na educação e punição aos desvios de recursos destinados à merenda escolar. A concentração do ato foi no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Eles saíram caminhando em direção ao centro e na Praça da República houve uma confusão entre policiais e os manifestantes. A PM usou spray de pimenta e cassetetes e os estudantes revidaram soltando rojões. Pelo menos seis estudantes foram detidos Marcelo D. Sants/ Framephoto/ Estadão Conteúdo Mais

18.mai.2016 - Alunos de escolas estaduais e do ensino técnico bloquearam a avenida Paulista, em São Paulo, em protesto por melhorias na educação e punição aos desvios de recursos destinados à merenda escolar. A concentração do ato foi no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Eles saíram caminhando em direção ao centro e na Praça da República houve uma confusão entre policiais e os manifestantes. A PM usou spray de pimenta e cassetetes e os estudantes revidaram soltando rojões. Pelo menos seis estudantes foram detidos Marcelo D. Sants/ Framephoto/ Estadão Conteúdo Mais

18.mai.2016 - Alunos de escolas estaduais e do ensino técnico bloquearam a avenida Paulista, em São Paulo, em protesto por melhorias na educação e punição aos desvios de recursos destinados à merenda escolar. Eles saíram caminhando em direção ao centro e na Praça da República houve uma confusão entre policiais e os manifestantes. A PM usou spray de pimenta e cassetetes e os estudantes revidaram soltando rojões. Pelo menos seis estudantes foram detidos Gabriela Biló/Estadão Conteúdo Mais

18.mai.2016 - Alunos de escolas estaduais e do ensino técnico bloquearam a avenida Paulista, em São Paulo, em protesto por melhorias na educação e punição aos desvios de recursos destinados à merenda escolar. Eles saíram caminhando em direção ao centro e na Praça da República houve uma confusão entre policiais e os manifestantes. A PM usou spray de pimenta e cassetetes e os estudantes revidaram soltando rojões. Pelo menos seis estudantes foram detidos Gabriela Biló/Estadão Conteúdo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

31.mai.2016 - Em inspeção surpresa em 200 escolas no Estado de São Paulo, fiscais do Tribunal de Contas (TCE) encontraram escorpiões e um pombo no mesmo ambiente em que estava a merenda que seria servida aos alunos de um dos estabelecimentos. A operação também flagrou alimentos vencidos e estocados em salas mofadas e próximas ao sistema de esgoto Tribunal de Contas do Estado de São Paulo Mais

22.jun.2016 - Estudantes comemoram a abertura da CPI da Máfia da Merenda, na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na tarde desta quarta-feira (22) Márcio Fernandes/Estadão Conteúdo Mais

22.jun.2016 - Estudantes comemoram a abertura da CPI da Máfia da Merenda, na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na tarde desta quarta-feira (22) Márcio Fernandes/Estadão Conteúdo Mais

14.set.2016 - Estudante é detido durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP), na manhã desta quarta-feira (14). A CPI vai apurar a suspeita de fraudes no fornecimento de alimentos para escolas estaduais Renato S Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

14.set.2016 - Estudantes realizam protesto durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP), na manhã desta quarta-feira (14). A CPI vai apurar a suspeita de fraudes no fornecimento de alimentos para escolas estaduais. Renato S Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

14.set.2016 - Policial militar segura manifestante durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP) Renato S Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

14.set.2016 - Segundo informações da PM, a policial militar Vânia foi agredida por manifestantes durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ela Teve escoriações no rosto e nas mãos Reprodução Mais

14.set.2016 - Deputado Alencar Santana Braga (PT) passa mal com gás de pimenta usado por policiais para dispersar tumulto durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP). A CPI vai apurar a suspeita de fraudes no fornecimento de alimentos para escolas estaduais Renato S Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

14.set.2016 - Algumas pessoas passaram mal por causa do gás de pimenta usado por policiais para dispersar tumulto durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP). A CPI vai apurar a suspeita de fraudes no fornecimento de alimentos para escolas estaduais Danilo Verpa/Folhapress Mais

14.set.2016 - Algumas pessoas passaram mal por causa do gás de pimenta usado por policiais para dispersar tumulto durante reunião da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP). A CPI vai apurar a suspeita de fraudes no fornecimento de alimentos para escolas estaduais Danilo Verpa/Folhapress Mais

7.dez.2016 - Estudantes realizam protesto durante votação do relatório final da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP), nesta quarta-feira (7). A CPI apura superfaturamento e pagamento de propina em contratos da merenda escolar do governo Geraldo Alckmin (PSDB) Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

7.dez.2016 - Estudantes realizam protesto durante votação do relatório final da CPI da Merenda, na Assembleia Legislativa de São Paulo (SP), nesta quarta-feira (7). A CPI apura superfaturamento e pagamento de propina em contratos da merenda escolar do governo Geraldo Alckmin (PSDB) Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

13.dez.2016 - Estudante é retirado à força pela PM da sessão de votação do relatório final da CPI da Merenda, na Alesp Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

Estudantes protestam por merenda em SP

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos