Topo

Pesquisa escolar

Ciências


Manguezais e restingas - Ecossistemas do litoral em risco

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Os manguezais localizam-se na faixa litorânea do Brasil, desde o Amapá até Santa Catarina, formando-se nos pontos onde há encontro das águas dos rios com as do oceano. Por isso, suas terras são alagadas e o solo é bastante rico em compostos orgânicos, trazidos pelos rios. A vegetação do mangue consiste de árvores com adaptações para solos alagados, como raízes escoras e tabulares. Entre as espécies encontradas destaca-se a Rhizophora mangle, além de bromélias, orquídeas, algas e líquens.  
Os manguezais vêm sendo destruídos, geralmente por aterro, porque se localizam em pontos de grande interesse comercial. Hoje estão praticamente desaparecidos os manguezais de Santos, Baía de Todos os Santos, Rio de Janeiro e Paranaguá. Com isso fica afetada a vida das comunidades marinhas, que dependem do mangue.

A restinga é uma faixa arenosa litorânea, resultante do movimento das águas, que acompanha a linha da costa e que pode fechar reentrâncias do litoral, dando origem a lagoas costeiras. Localizam-se na Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. Nas restingas coexistem vários tipos de vegetação: árvores altas, campos e plantas situadas em locais alagados.

Como o Pantanal, as restingas possuem vegetações comuns a outras regiões, sendo que o aspecto dessa vegetação muda à medida que se vai da praia para o interior do continente. As restingas têm sido devastadas pelo mesmo motivo que os manguezais: situam-se em regiões de alto interesse comercial. A especulação imobiliária e a construção de estradas junto ao mar têm causa do sérios danos a esses ecossistemas.

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Mais Ciências