Não passou e vai tentar de novo? Veja 6 dicas para se dar bem no vestibular

Cinthia Baio

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Você passou longas horas estudando, teve disciplina, dedicou-se e mesmo assim não passou no vestibular? Isso pode ter acontecido porque, sozinhos, esses ingredientes não garantem o tão sonhado ingresso na faculdade.

Pelo menos é o que dizem os profissionais treinados para ajudar as pessoas a se autoconhecerem, estabelecerem objetivos e criarem estratégias para alcançá-los em diversas áreas da vida, inclusive nos estudos.

O UOL conversou com três profissionais da área para saber como o coaching pode ajudar a melhorar a qualidade do estudo e, consequentemente, garantir uma vaga no vestibular.

"A primeira etapa da nova fase é superar a frustração. Todo mundo fracassa e não passar na prova foi apenas mais um. É preciso pensar no que ele fez de errado, ver quais pontos ele acha que acertou e partir para a outra", diz a psicóloga e coaching Thelma Tardivo.

 Para os profissionais, antes de mergulhar nos estudos é preciso que o vestibulando se conheça, saiba exatamente o que quer e trace um plano para conseguir seu objetivo. "O vestibular é como um jogo de futebol. Quanto melhor preparado e treinado, mais chances ele terá de vencer. Mas para isso, ele precisa saber o que quer fazer", diz Liamar Fernandes, psicóloga e coach licenciada da Sociedade Brasileira de Coaching.

Saiba se conhecer melhor e estabelecer objetivos

iStock
iStock

1

Tenha bons motivos para escolher uma profissão


Entender o porquê escolhemos determinada profissão é algo tão importante quanto a dedicação, o foco e o estudo. "Antes de escolher a profissão, tente responder que tipos de problemas você gostaria de resolver. A partir daí, faça uma lista das áreas relacionadas ao tema", diz o coach Eduardo Ayres, especializado em treinamento para jovens.

Com isso, é possível saber, por exemplo, se gostar de bicho é um bom argumento para ser veterinário. Nesse caso, o profissional, além de gostar, cuida dos animais, opera, medica, examina. E então? São esses tipos de problema que você quer resolver?

Agora, se a sua decisão já é para valer, comece a pensar o que te levou a ela. Pressão da família? Curso mais fácil? Faculdade em outra cidade? Você não imagina outra escolha e está muito feliz?

"Quando o jovem entende o porquê quer determinada profissão, ele fica muito mais motivado, autoconfiante e determinado. Estar motivado nada mais é do que ter bons motivos. Com isso, fica muito mais fácil cumprir os seus objetivos", diz Ayres.
Getty Images
Getty Images

2

Defina o seu objetivo e "reconheça o terreno"


Com a profissão escolhida, é hora de determinar qual é o seu principal objetivo. Quer passar em uma universidade pública, seja ela qual for? Pretende entrar em uma universidade específica? Quer passar em três para ficar confortável na escolha?

Para Thelma, depois da escolha, é importante pesquisar como são as provas da universidade escolhida. Investigue tudo: tem mais perguntas dissertativas? Qual é o nível de dificuldade? "Se você sabe como é o tipo da avaliação, fica mais fácil traçar as metas para se dar bem no final", conta a coach.

Outro "terreno" que precisa ser reconhecido é o do próprio vestibulando. Tente levantar quais são os assuntos que você tem mais dificuldade, em que período do dia consegue ficar mais concentrado, quanto tempo aguenta estudar. "Resumindo, é preciso fazer um balanço de seus pontos fortes e fracos", diz.
AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY
AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY

3

Escolha sua estratégia de jogo


Relembre as últimas provas e responda: em quais disciplinas eu fui bem? Em quais fui mal? Depois, escolha se você dedicará mais tempo aprimorando suas facilidades ou focando nas matérias que sabe que poderiam ter resultados melhores.

"Os dois caminhos estão corretos. Só é preciso ficar atento para não exagerar", diz Thelma. "Se você se dedicar a melhorar ainda mais seus conhecimentos de matérias com mais facilidade, é preciso garantir que por mais baixa que seja a nota em outras disciplinas, isso não seja motivo para que você não passe".
Adriano Vizoni/Folha Imagem
Adriano Vizoni/Folha Imagem

4

Quebre sua meta em tarefas menores


Segundo os entrevistados pelo UOL, o grande segredo para se dar bem nos estudos é quebrar sua meta em pequenas tarefas. Funciona assim: imagine que você decidiu melhorar seu conhecimento em química. Em vez de cada dia estudar um tema, a dica é se concentrar por um período em um assunto específico, por exemplo, química orgânica.

"Quando terminamos cada pequena tarefa, nos sentimos mais motivados e mais confiantes. Isso é um ótimo combustível para nos manter focados no objetivo maior que, no caso, é passar no vestibular", explica Ayres.

Uma dica da coach é estudar o tema proposto (química orgânica, no caso) e depois tentar resolver apenas os exercícios sobre o assunto em apostilas, simulados e provas antigas.
SXC.hu
SXC.hu

5

Faça avaliações periódicas


Um dos jeitos de descobrir se a receita escolhida está dando certo é investir em avaliações periódicas. Uma vez por semana, por exemplo, faça os exercícios de provas anteriores, simulados ou chame um amigo para conversar sobre um determinado assunto.

Esse hábito pode ajudar a avaliar diversos aspectos: o tempo de estudo é suficiente? Como está o meu desempenho em relação a provas anteriores? Que mudanças pude observar? Com as respostas, fica mais fácil reajustar os planos para alcançar o objetivo.
Junior Lago/UOL
Junior Lago/UOL

6

Finalmente, tenha foco e persistência no objetivo


Agora que você já sabe quem é e o que quer, os velhos ingredientes podem ser acrescentados na receita do sucesso. "Use sempre o tempo a seu favor, como um aliado", diz Liamar. Para a coach, um dos principais inimigos na hora do estudo é o celular e outros eletrônicos.

"O jovem gasta, em média, três horas por dia no celular. Em um mês, são 90 horas a menos de estudo. É preciso ter disciplina e usar esse tempo para alcançar seu objetivo", explica.
Fonte: ${list.fonte_lista}

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos