PUBLICIDADE
Topo

Estudantes e servidores da UnB entram em confronto com seguranças na abertura da Conae

Danilo Macedo<br>Da Agência Brasil

Em Brasília

29/03/2010 07h39

Pouco depois das 18h do domingo (28), horário marcado para a abertura oficial da Conae (Conferência Nacional de Educação), um grupo de professores, funcionários e estudantes da UnB (Universidade de Brasília) entrou no auditório onde ocorreria a cerimônia. A intenção era mostrar os motivos da greve que promovem na instituição.

A entrada no auditório dos cerca de 150 manifestantes, no entanto, foi tumultuada. Houve troca de socos e pontapés entre estudantes e seguranças. Depois de conseguir entrar, o grupo fez um acordo com a organização da Conae para apresentar os motivos da greve aos delegados presentes na abertura do encontro.

Em pouco mais de dez minutos, alunos, funcionários e professores da UnB disseram que a greve é unificada, apoiada por todos os setores do campus e motivada principalmente pela possibilidade de parte dos servidores deixar de receber a Unidade de Referência de Preços (URP). O índice, pago por decisão judicial, representa mais de um quarto dos salários dos servidores da UnB (26,05%).

Depois disso, como combinado com a organização do evento, os manifestantes deixaram o local. A abertura oficial, com a presença do ministro da Educação, Fernando Haddad, começou 30 minutos depois.