PUBLICIDADE
Topo

Educação

Vestibular


Enem 2013: Último dia de inscrições teve 1,7 milhão de candidatos

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília

28/05/2013 17h00Atualizada em 28/05/2013 18h33

No último dia de inscrições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2013 o sistema recebeu 1,7 milhão de candidaturas. O número é equivalente a 21,8% do total de inscritos. Os dados foram apresentados pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na tarde desta terça-feira (28).

"Essa coisa de deixar para a última hora, desde a inscrição, dá errado", disse Mercadante. Segundo o ministro, mais de um milhão de candidatos se inscreveram nas últimas quatro horas do prazo. Em média, foram feitas 3.000 inscrições por minuto nesse período.

Na segunda-feira, os candidatos reclamaram da lentidão do sistema. Na manhã de hoje, Mercadante já tinha confirmado dois ataques de hackers ao sistema, que não teriam afetado as inscrições.

Estudantes que tentaram se inscrever no exame na madrugada da segunda-feira também relataram que o site informava que as inscrições estavam encerradas. O ministro afirmou que esse foi um problema pontual no sistema e não foi resultado dos ataques hackers. 

Taxa de inscrição

Dos 7.834.024 inscritos no Enem 2013, apenas 2.181.145 têm de pagar a taxa de inscrição. A taxa de inscrição deverá ser paga até esta quarta-feira (29) para que seja confirmada a inscrição. 

O ministro ressaltou ainda que quase todos os estudantes que irão concluir o ensino médio neste ano farão o exame. No total, 1.636.832 informaram que vão terminar a escola em 2013. Pelas projeções do Censo da Educação, o número de concluintes deve ficar em torno de 1,8 milhão. “Estamos próximos da universalização do Enem no ensino médio. Quase todos estão fazendo a prova.”

Para ele, o aumento no número de inscritos neste ano em relação ao ano passado se deve à estabilidade econômica no país e ao aquecimento do mercado de trabalho.

“Nós somos o país que mais diminuiu o desemprego nos últimos cinco anos. Economia brasileira está muito próxima do pleno emprego. Com o nível de emprego muito elevado, as oportunidades aumentaram no mercado de trabalho, o que acaba incentivando as pessoas a buscarem novas opções”, afirmou Mercadante.

Aumento no número de gestantes

Outro dado que chamou a atenção da pasta foi o salto no número de gestantes inscritas do ano passado para este: em 2012, foram 1.220; em 2013, 7.821.

O número de mulheres que estão amamentando também subiu consideravelmente: de 2.031 no ano passado para 11.521 neste.

Segundo Mercadante, o ministério entrará em contato com cada uma delas para saber quem estará no final da gravidez ou se a gravidez é de risco para que os locais de prova estejam preparados para recebê-las.

O mesmo procedimento de entrar em contato individualmente será adotado para atender os candidatos que solicitaram recursos especiais no dia da prova, como apoio de perna, guia intérprete e prova ampliada. Neste ano, houve 65.147 pedidos deste tipo, ante 32.409 na edição passada.
 

Provas

O Enem 2013 será aplicado nos dias 26 e 27 de outubro em todos os Estados e no Distrito Federal. A nota do Enem pode ser usada para classificação no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que oferece vagas em instituições públicas de educação superior, e também para concorrer a vagas em instituições privadas de ensino, por meio do Prouni (Programa Universidade para Todos). Uma boa avaliação no Enem é também requisito para obter bolsa no Programa Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Os estudantes maiores de 18 anos que ainda não obtiveram a certificação do ensino médio podem fazê-lo por meio do Enem. Eles devem pedir, no ato da inscrição, que o resultado do exame seja usado para a certificação.

Vestibular