PUBLICIDADE
Topo

PM e manifestantes entram confronto no centro de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

07/10/2013 20h30Atualizada em 07/10/2013 20h55

Um grupo de Black Blocs jogou bombas contra a Polícia Militar, que revidou, nas proximidades da praça da República, no centro de São Paulo, na noite desta segunda-feira (7).  Manifestantes responderam jogando pedras contra uma barreira de policiais.

O ato foi organizado por manifestantes de vários grupos ligados à educação, como alunos da USP (Universidade de São Paulo) e professores, na região central de São Paulo.

Algumas agências bancárias e uma loja do McDonald's foram depredadas por Black Blocs que acompanham a manifestação. Outro grupo fechou parte da avenida São Luís, botando fogo em sacos de lixo.

O ato começou por volta das 18h e chegou a fechar trechos da avenida Paulista e da rua da Consolação, no centro da cidade, quando o protesto ainda era pacífico.

Mais confronto

No Rio de Janeiro, um grupo de manifestantes jogou ao menos três bombas caseiras (coquetel molotov) na porta lateral da Câmara dos Vereadores pela rua Evaristo da Veiga -- onde há também um quartel da PM (Polícia Militar). Após a terceira bomba, a porta quase pegou fogo. A confusão começou por volta das 20h. Até 20h20, a PM não havia interferido na depredação.

Os manifestantes estão forçando a entrada na Câmara dos Vereadores na noite desta segunda (7). Um prédio vizinho teve os tapumes retirados e a entrada toda quebrada. Grupos de manifestantes já depredaram uma agência bancária do Banco do Brasil, localizada na mesma rua. Outro grupo ataca um posto do Itaú no entorno da avenida 13 de maio.