PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

MEC muda divulgação do Enem por Escola e inclui nível socioeconômico

Do UOL, em São Paulo

22/12/2014 17h00

O MEC (Ministério da Educação) divulga na tarde desta segunda-feira (22) as médias do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2013 por Escola. Neste ano, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) modificou a maneira de trazer as informações ao público.

Foram divulgadas informações de 14.715 instituições de ensino médio dentre um conjunto de 25.909. Para que as notas fossem publicadas, era necessário que a escola preenchesse dois quesitos: ter mais de 10 alunos por turma e que ao menos 50% dos estudantes tivessem feito o Enem em 2013.

Segundo o presidente do Inep, José Francisco Soares, a intenção do órgão é disponibilizar uma grande quantidade de informações ao público, fornecendo não apenas o resultado dos alunos da escola (por meio das médias de linguagens e códigos, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e redação, por meio das notas dos 30 melhores alunos e por meio da distribuição das notas em cinco níveis), mas também o contexto de cada instituição (tamanho da escola, indicador de formação docente, distribuição percentual dos alunos pelos níveis de proficiência).

"Estamos dando três informações [sobre proficiência dos alunos], mas também quem essa escola atende [por meio do nível socioeconômico] e qual é a formação docente", explica Soares. Para ele é importante, além da nota no Enem propriamente dita, levar em conta também a "contextualização e relevância".

"A medida de resultado é a mesma [o que os alunos sabem na prova do Enem], mas é preciso observar a dificuldade para [cada escola] chegar [até a nota]", disse Soares.

Vestibular