PUBLICIDADE
Topo

Garoto mexicano de nove anos estuda química na universidade

Unam
Imagem: Unam

Do UOL, em São Paulo

21/08/2015 17h40

O pequeno Carlos Santamaría Díaz, de apenas 9 anos, ainda não alcança os pés no chão quando está sentado assistindo às aulas da Unam (Universidade Nacional Autônoma do México). Ele está fazendo o curso de química da instituição e já concluiu dois módulos.

Carlos aprendeu a ler aos três e começou a ter interesse pela disciplina aos cinco. "Ele tem facilidade para processar informação. No maternal, quando lhe mostravam uma letra, ele queria aprender todas", conta o pai, Fábian Santamaría.

Os familiares perceberam que o filho estava avançado na escola quando notaram que ele acabava desenhando nas disciplinas ou simplesmente dormindo. "Desde os cinco anos, ele era capaz de assimilar um livro completo de ciência de nível secundário e aprendeu a tabela periódica em algumas semanas."

Numa viagem para a província de Valência, na Espanha, conheceram uma professora que foi chefe do laboratório local da cidade de Alboraya. Ela teria dito aos pais que Carlos perdia o interesse pela escola, não por causa dos professores do primário, mas sim porque o filho tinha uma mente de cientista.

Foi então que o pai resolveu inscrevê-lo na Unam. O vestibular foi uma entrevista com o doutor em ciências químicas Eduardo Rodriguez de San Miguel, que levou apenas 15 minutos para aceitar o menino na faculdade. "Fiquei impressionado. Perguntei aspectos genéricos para ver do que ele era capaz. Não é que seja um gênio que sabe tudo, mas ele foca muito no que gosta", contou o pesquisador.

Os pais tiraram Carlos da escola tradicional e ele começará a estudar o quarto ano do ensino fundamental por meio de um programa da Espanha. Metade da nota será de exercícios trimestrais e o restante será analisado por meio de uma avaliação na embaixada espanhola. Dessa forma, ele poderá continuar a graduação na Unam.

Para concluir o restante dos anos escolares, o pai pensa em colocá-lo num curso do Instituto Nacional para a Educação de Adultos.