PUBLICIDADE
Topo

Segurança de SP diz que irá impedir "badernas nas ruas"

Do UOL, em São Paulo

03/12/2015 21h50

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo afirmou que permanecerá atuando para impedir "badernas nas ruas", em referência aos protestos dos estudantes que são contra o projeto de reorganização do governo Geraldo Alckmin (PSDB).

Segundo a nota, a Polícia Militar acompanha os protestos para "resguardar a integridade física de todos os cidadãos e o direito à manifestação". A pasta afirma, ainda, que "lamenta" que os manifestantes "continuem desrespeitando" a Constituição Federal, por deixar de avisarem previamente os locais onde irão atuar.

Confira a nota na íntegra:

A SSP lamenta que os manifestantes continuem desrespeitando a Constituição Federal, deixando de realizar o prévio aviso de locais onde irão atuar e bloqueando integralmente grandes vias de acesso, de maneira a impedir o legítimo direito de ir e vir de estudantes e trabalhadores. A SSP permanecerá atuando para impedir que haja dano ao patrimônio, seja público ou privado, incitação de crime ou tumultos e badernas nas ruas, que prejudicam o acesso de milhões de paulistas ao trabalho. A Polícia Militar acompanha os protestos para resguardar a integridade física de todos os cidadãos e o direito à manifestação.