Topo

PM detém cinco pessoas; material furtado pode ser do Centro Paula Souza

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

06/05/2016 09h36Atualizada em 06/05/2016 11h53

Na madrugada desta sexta-feira (5), cinco pessoas foram detidas por furto de equipamentos de informática. Há suspeita de que o material teria sido retirado de dentro do Centro Paula Souza, em São Paulo.

Quatro maiores de idade e um menor foram encaminhados para o 2º Distrito Policial, no bairro do Bom Retiro, região central da capital paulista. Até 11h20, o BO (Boletim de Ocorrência) não havia sido concluído.

O prédio da sede da autarquia estadual sofreu reintegração de posse na manhã desta sexta, por volta das 6h50.

Estudantes ocupavam o local desde o dia 28 de abril. Eles reivindicam alimentação nas escolas técnicas do Estado (etecs) e pedem punição ao envolvidos na chamada "máfia da merenda".

Reintegração

Por volta das 6h50, policiais entraram no saguão do prédio e pediram a saída dos estudantes. 

Sentados no chão em roda, os estudantes gritavam "não tem arrego". Os policiais, então, começaram a arrastar os alunos para fora do prédio. Os estudantes seguem em ato de protesto pelo Centro de São Paulo.

Polêmica no uso de armas

Ontem (5), o governo Geraldo Alckmin (PSDB) reverteu uma decisão da Justiça que proibia o uso de qualquer tipo de armamento e exigia a presença e o comando do secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, na reintegração.

Além da sede, outras 11 escolas técnicas estão ocupadas, segundo os estudantes.

Outro grupo se instalou no plenário principal da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) no final do dia 3 de maio. A Justiça mandou os estudantes saírem até as 16h40 desta sexta sob pena de multa diária de R$ 30 mil por dia por estudante, além de ter autorizado a retirada deles pela PM. 

Título alterado

O texto foi publicado às 9h36, com o título "PM detém cinco pessoas durante reintegração de posse do Centro Paula Souza". Após a retificação da informação por parte da PM, o titulo foi alterado para "PM detém cinco pessoas; material furtado pode ser do Centro Paula Souza".

As primeiras informações obtidas pela reportagem eram de que as detenções tinham sido efetuadas durante ação de reintegração de posse da sede do Centro Paula Souza, segundo a sala de imprensa da PM (Polícia Militar) do Estado de São Paulo e a Polícia Civil (2º DP).

Às 9h49, a Secretaria de Segurança Pública entrou em contato com a reportagem para retificar uma informação. Segundo a pasta, a detenção não aconteceu durante a reintegração de posse e dentro do prédio e, sim, nas imediações do Centro Paula Souza durante a madrugada.

A Polícia Militar é subordinada à Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Após o contato, com a Secretaria de Segurança, a reportagem voltou a entrar em contato com a PM e com a Polícia Civil.

Por volta de 10h50, no segundo contato com a sala de imprensa da PM, as informações prestadas (pelo mesmo soldado) foram diferentes: a detenção ocorreu na Rua da Consolação.

Os detidos, segundo o informe do segundo contato com a PM, foram abordados com equipamentos de informática e foram encaminhados para o 2º DP.

Mais Educação