PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Segundo dia de provas do Enem tem redação, matemática e linguagens

Candidato chega para o primeiro dia de provas do Enem - Lucas Pontes/UOL
Candidato chega para o primeiro dia de provas do Enem Imagem: Lucas Pontes/UOL

Do UOL, em São Paulo

06/11/2016 00h02

Passada a apreensão de um primeiro dia de provas em meio a ocupações escolares, mais de 8 milhões de estudantes secundaristas devem fazer neste domingo (6) o segundo e último dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016.

Hoje é a vez das provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias --com 90 questões-- e uma redação. Os candidatos terão até cinco horas e meia para resolver as questões.

Os portões de acesso serão abertos ao meio-dia, e fechados, às 13h (horário de Brasília). As provas começam às 13h30. Após as 19h, o UOL terá o gabarito extraoficial e a resolução comentada do Enem, elaborados por professores do Curso e Colégio Objetivo.

Além de caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, o candidato também precisa levar para a prova documento original com foto válido. 

eliminado no enem pelo bone - Hugo Cordeiro/UOL - Hugo Cordeiro/UOL
5.nov.2016 - O servente Jackson Oliveira, 22, disse ter sido eliminado por causa do boné, que é realmente proibido
Imagem: Hugo Cordeiro/UOL

Atenção aos itens proibidos: lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos, tais como: máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou similar, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie, fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens.

enem-escola-cancelada - Pedro Ladeira/Folhapress - Pedro Ladeira/Folhapress
5.nov.2016 - Inscrita no Enem em frente Centro Educacional Ave Branca (Cemab), local em que a prova havia sido cancelada. No entanto, o local sediou o Enem no sábado
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Primeiro dia

O sábado foi marcado pelo aumento no número de locais em que as provas não puderam ser realizadas por causa das ocupações dos estudantes --de 364 para 405. Por conta dos protestos, pelo menos 270 mil inscritos farão a prova em dezembro, nos dias 3 e 4.

Por um "erro de comunicação", ao menos duas escolas sediaram a prova do Enem, apesar de constarem da lista dos locais de prova divulgada pelo MEC em que o exame não seria realizado por conta das ocupações de estudantes. No total, os dois locais atenderiam 679 candidatos.

Apesar disso, o MEC minimizou os problemas e considerou o primeiro dia "tranquilo".

Os alunos das unidades afetadas não precisarão efetuar ou pagar uma segunda inscrição. Segundo o Inep, caso outras escolas venham a ser ocupadas no decorrer do final de semana, o Enem também deve ser cancelado nestas unidades. Cabe ao coordenador local a avaliação sobre a segurança do exame.

O movimento dos secundaristas, iniciado há pouco mais de um mês em colégios públicos do Paraná --contra a MP (Medida Provisória) 746, que trata da reforma do ensino médio, e a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 241, que fixa um teto de gastos à União pelos próximos 20 anos –, ganhou força e se espalhou por outros Estados e até para universidades e institutos federais.

Entrem logo para não pagar de meme!

UOL Notícias

A prova do Enem no sábado

Segundo os professores, as provas do primeiro dia foram bem adaptadas ao tempo, com enunciados mais curtos do que o esperado. No entanto, a dificuldade foi de "média" para "difícil".

"Alguns textos, embora mais curtos, eram bastante densos. Ou seja, é um texto que, embora menor, acaba sendo complicado e o candidato precisa reler para entender", explica a professora Vera Lúcia Antunes, do Curso e Colégio Objetivo.

Os alunos ouvidos pelo UOL consideraram as questões difíceis.

Como já acontece há alguns anos, os alunos foram para a internet após as provas para viralizar a hashtag #AprendiNoEnem, em que eles fazem piada com as questões. 

Vestibular