PUBLICIDADE
Topo

Esse conteúdo é antigo

João Doria parabeniza Câmara dos Deputados por aprovação da PEC do Fundeb

Governador de São Paulo lembrou passagem pela escola pública na juventude - ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Governador de São Paulo lembrou passagem pela escola pública na juventude Imagem: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

22/07/2020 13h01

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), parabenizou hoje a Câmara dos Deputados pela aprovação do texto-base da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento e Valorização dos Profissionais da Educação).

Ontem, em primeiro turno, a proposta recebeu 499 votos favoráveis na Câmara, contra apenas sete contra - no segundo turno, foram 492 votos a favor e seis contra. A votação tornou permanente o fundo, criado em 2007 e com previsão de expiração no fim de 2020. Nos próximos anos, a participação da União no investimento também irá aumentar.

"Na condição de governador do Estado de São Paulo, quero cumprimentar a Câmara dos Deputados, e seu presidente, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), pela aprovação do novo Fundeb, o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica. E também parabenizar o Senado federal pelo compromisso de avançar a partir de hoje com o programa do Fundeb para garantir recursos para a melhora da educação e a transformação do Fundeb em um instrumento permanente", afirmou Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

"Anteontem, assinei, como governador de São Paulo, a Carta dos Governadores - foram 20 governadores apoiando o Fundeb. Esta carta foi encaminhada ao Congresso Nacional na manhã de ontem para as lideranças de todos os partidos. Se nós desejamos construir uma nação melhor, não se pode aceitar a desigualdade na educação. A boa educação, desde a creche e a pré-escola, até o ensino fundamental e médio, é o melhor instrumento para oferecer igualdade de oportunidades no Brasil", acrescentou.

O governador de São Paulo ainda lembrou sua passagem, na década de 1970, pela escola pública. Na época, o deputado João Agripino da Costa Doria Neto, pai do governador, estava exilado no exterior após ser cassado pela ditadura militar.

"Eu sou filho da escola pública, estudei em uma escola pública aqui no Estado de São - Escola Estadual Professora Marina Cintra, que continua no mesmo endereço, na rua da Consolação, aqui em São Paulo. Foram anos na minha vida estudando em uma escola pública à noite, porque trabalhava durante o dia. Ali tive a certeza da qualidade do ensino público, com bons professores e colegas com os quais até hoje mantenho relações", declarou Doria na coletiva de hoje.

A PEC do Fundeb deve ser votada no Senado em agosto. Os próprios líderes governistas no Congresso acreditam em aprovação.