PUBLICIDADE
Topo

Fuvest 2022: Inscrições começam hoje para vestibular da USP

André Luis Ferreira /Folhapress
Imagem: André Luis Ferreira /Folhapress

Do UOL, em São Paulo

16/08/2021 04h00

As inscrições para o vestibular 2022 da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular), porta de entrada para a USP (Universidade de São Paulo), começam hoje (16), às 12h (horário de Brasília), e vão até 1º de outubro. A taxa custa R$ 182.

Para fazer o pedido, o candidato precisa entrar no site da Fuvest (www.fuvest.br), preencher o formulário com os dados solicitados e anexar cópia de todos os documentos requeridos.

Terminou, no último dia 7, o prazo para pedir o benefício da isenção.

Quem pode pedir o benefício?

Podem solicitar a isenção da taxa os candidatos que possuam renda familiar mensal de até R$ 1.745,32 por pessoa.

A redução de 50% no valor da taxa de inscrição pode ser feita por:

  • Quem possui renda familiar mensal entre R$ 1.745,33 e R$ 3.490,65 por pessoa;
  • Quem tem renda familiar mensal de no máximo R$ 2.327,10, conforme a Lei Estadual nº 12.782/2007, ou esteja desempregado.

O edital está neste link https://www.fuvest.br/wp-content/uploads/fuvest2022_regulamento_isencao-reducao.pdf. O resultado das solicitações será divulgado até o dia 6 de setembro. Os beneficiados também precisam se inscrever no vestibular, isso não é automático.

No ano passado, a Fuvest concedeu 15.393 isenções e 4.062 reduções da taxa. Foram enviados quase 67 mil pedidos.

Também já foi divulgado o Manual do Candidato, com as informações completas sobre o exame, como vagas disponíveis, cotas e datas.

A 1ª fase da prova está prevista para 12 de dezembro de 2021. Já a 2ª fase deve ocorrer entre 16 e 17 de janeiro. A primeira lista de aprovados deve ser divulgada em 4 de fevereiro.

Retorno presencial

A USP vai retomar as aulas presenciais a partir do dia 4 de outubro para todos os professores e alunos que estiverem imunizados contra a covid-19. São consideradas imunizadas as pessoas que receberam as duas doses da vacina há pelo menos 14 dias.

Para os funcionários e professores que ainda não se vacinaram, a reitoria da USP estipulou prazo de sete dias úteis para que eles iniciem a vacinação. Enquanto não estiverem imunizados, não podem retornar ao trabalho presencial, de acordo com a portaria, para evitar risco aos colegas.

As aulas da graduação voltam, inicialmente de forma remota, a partir de hoje (16). Na retomada das atividades presenciais, a partir de outubro, a reitoria recomenda que sejam privilegiadas as atividades de laboratório ou de campo. As aulas teóricas podem continuar de forma remota.

Os professores e funcionários da USP também deverão voltar ao trabalho presencial a partir do dia 23.

Além da exigência de vacinação, serão mantidos os protocolos de segurança sanitária, como uso de máscaras e distanciamento social de ao menos um metro.