Conteúdo publicado há 2 meses

Deputados aprovam prazo maior para pais e mães universitários se formarem

A Câmara dos Deputados aprovou ontem um projeto de lei para que pais e mães estudantes de graduação ou pós-graduação tenham mais tempo para se formarem. A proposta ainda será analisada pelo Senado.

O que aconteceu

Proposta quer no mínimo mais seis meses para pais e mães entregarem trabalhos finais, teses e dissertações. O projeto é da deputada Talíria Petrone (Psol-RJ).

Mudança valeria para parto, adoções ou obtenção de guarda judicial. Para crianças ou adolescentes com deficiência, a extensão dobra para 360 dias. O estudante deverá comunicar a faculdade formalmente e apresentar as comprovações.

Prorrogação também valeria para bolsas de estudo concedidas por agências de fomento, como o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

Deputada comemorou aprovação. "O PL das Mães Cientistas será lei! É direito das mães terem prorrogação de prazo em defesa de mestrado e doutorado", escreveu Petrone nas redes sociais.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes