USP doa terreno para Prefeitura de São Paulo fazer creche

Em São Paulo

A USP (Universidade de São Paulo) formalizou na quarta-feira (1º) a doação de um terreno de sua propriedade, ocupado pela Favela São Remo, no Butantã, zona oeste da capital paulista, para que a Prefeitura de São Paulo construa uma creche para a comunidade. No local, já há uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

A gestão Fernando Haddad (PT) estima que a região tenha uma demanda de 500 vagas de creche. As unidades-padrão da Prefeitura têm, em média, 405 vagas. Ao anunciar a doação, Haddad não deu data exata para iniciar as obras. O terreno têm área de 22 mil m².

O reitor da USP, Marco Antonio Zago, disse que a ideia da doação é melhorar a relação entre a universidade e a comunidade adjacente. A favela ocupa o terreno há pelo menos 20 anos. "A grande vantagem para a instituição é melhorar a relação com seus vizinhos. Nunca se cogitou vender o terreno", disse Zago.

"A universidade está vendendo outros imóveis, mas ainda não conseguiu", completou o reitor. Zago informou ainda que uma doação similar será feita ao Estado, para a construção de moradias populares.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos