Reitor diz que USP voltará a contratar professores em 2017

  • Karina Yamamoto/UOL

    05.set.2014 -- Reitor da USP, Marco Antonio Zago, na sede da Fuvest

    05.set.2014 -- Reitor da USP, Marco Antonio Zago, na sede da Fuvest

São Paulo - A Universidade de São Paulo (USP) divulgou na segunda-feira, 4, que voltará a contratar professores no próximo ano. Segundo a reitoria, terão prioridade "as demandas mais urgentes nos cursos de graduação e o desenvolvimento de pesquisas". A USP suspendeu a contratação de funcionários em fevereiro de 2014 para frear os gastos com a folha de pagamento. "Caso contrário, hoje não teríamos condições de pagar os salários dos servidores em dia", disse o reitor Marco Antônio Zago ao Jornal da USP.

O anúncio de novas contratações foi feito aos dirigentes das unidades há uma semana. Procurada, a USP informou que o número de professores-doutores a serem contratados dependerá da demanda dos departamentos. A contratação é reivindicada pelos alunos, em greve desde maio. O Diretório Central dos Estudantes (DCE) considerou o fato "uma vitória".

As admissões serão feitas de forma escalonada, em 2017 e 2018. A partir de agosto, os diretores das unidades devem encaminhar uma lista com a solicitação. A segunda frente de contratações será para pesquisa: prevêem-se 65 vagas, 25 para departamentos com pesquisas já em andamento.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos