Artes

Deméter: A deusa do trigo, mãe de Perséfone

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Filha de Cronos e Rea – portanto, irmã de Zeus –, Deméter, a deusa do trigo, foi possuída pelo irmão, rei dos deuses, e com ele teve uma filha, Perséfone. Nas lendas, as duas aparecem sempre ligadas e eram chamadas frequentemente de “as deusas”. Apesar de o trigo ser especialmente o domínio e a identidade de Deméter, ela é a divindade da terra cultivada, chamada de a “deusa-mãe”.

Hades, o deus dos infernos, apaixonou-se por Perséfone, ainda adolescente, e, fazendo a terra se abrir, raptou-a, levando-a para as profundezas de seu reino. Nesse momento, a jovem gritou por socorro. Deméter escutou o grito da filha e correu, desesperada, para socorrê-la, mas chegou tarde, pois Perséfone já havia desaparecido.

Desde então, Deméter começou a percorrer o mundo em busca da filha. Não parava nem para se alimentar, beber ou descansar. De acordo com uma das versões do mito, Hélios, o Sol, que havia visto das alturas o rapto de Perséfone, contou-lhe o sucedido. Sem poder para enfrentar Hades, a deusa-mãe resolveu abster-se de fazer as sementes germinarem até que a filha lhe fosse restituída.

Somente quando os campos se tornaram estéreis e colocaram em risco a sobrevivência dos seres humanos, Zeus resolveu intervir, ordenando a Hades que libertasse Perséfone. Contudo, no inferno, a filha de Deméter havia comido alguns grãos de romã e, quem se alimentava no reino de Hades, ficava permanentemente preso a ele.

Zeus solucionou o impasse determinando que Perséfone vivesse uma parte do ano com sua mãe e outra parte com Hades no inferno. Na primavera, Perséfone saía das profundezas da terra e subia ao céu para encontra-se com a mãe. No outono, quando começavam as colheitas, ela retornava ao inferno. Durante o período de seu afastamento da mãe, que coincidia com o inverno, a terra deixava de produzir.

Vale lembrar que, na busca por Perséfone, Deméter acabou descansando, ao passar por Elêusis. Ali, disfarçou-se como uma velha e sentou-se numa pedra que passou a ser chamada de Pedra Triste.

Nessa região, Deméter dirigiu-se à morada do rei, chamado celeu, e passou a trabalhar para ele, cuidando de seu filho Triptólemo. A Triptólemo, um dia, Deméter revelou sua identidade e o incumbiu de ensinar os homens a cultivar o trigo.

Enquanto “deusa-mãe”, a grega Deméter era muitas vezes identificada com a romana Cibele.

Fontes:

  • Dicionário de Mitologia Grega e Romana, Mário da Gama Kury, Jorge Zahar Editor.
  • Dicionário Mítico-Etimológico, Junito Brandão, Editora Vozes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos