PUBLICIDADE
Topo

Pesquisa Escolar

Português


Pronomes demonstrativos - Este, esse, aquele - e outros

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Atualizado em 16/07/2013, às 13h05

Os pronomes demonstrativos são os que indicam o lugar em que uma pessoa ou coisa se encontra. Isto é, a posição dos seres em relação às três pessoas do discurso.

Essa localização pode ser no tempo, no espaço ou no próprio discurso:

1ª pessoa: este, esta, isto;
2ª pessoa: esse, essa, isso;
3ª pessoa: aquele, aquela, aquilo.

De acordo com a gramática, os demonstrativos este(s), esta(s) e isto são usados para as pessoas ou coisas que se encontram perto da pessoa que fala.

Também são utilizados no discurso para citar coisas que ainda não foram ditas. Por exemplo:

  • Este é o comunicado: na próxima segunda-feira não haverá expediente.

    Já os demonstrativos esse(s), essa(s) e isso referem-se a seres ou coisas que se encontram próximas da segunda pessoa, o ouvinte, com quem se fala ou a quem se refere.

    Também são empregados para dizer algo que já foi mencionado no discurso. Por exemplo:
     
  • Maria falou que irá reclamar com o síndico. Isso parece que vai acabar em confusão.

    Os pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo são empregados para seres ou coisas que se acham distantes da primeira e da segunda pessoa, do falante e do ouvinte. Por exemplo:
     
  • Aquela casa parece ser tão bonita por dentro!

    De um modo geral, nem sempre os pronomes demonstrativos são usados com esse rigor gramatical. Muitas vezes, interferem em situações especiais e escapam à regra da gramática.

    São considerados também pronomes demonstrativos: o, a, mesmo, próprio, semelhante e tal.

    Os pronomes pessoais o, a, os e as funcionam como pronomes demonstrativos quando forem equivalentes a aquele, aquela e aquilo. Vejamos os exemplos:
     
  • Jamais aceitarei o que eles propuseram na reunião. (aquilo que)
     
  • Os que chegaram primeiro conseguiram comprar os ingressos. (aqueles que)

    Mesmo e próprio são pronomes demonstrativos quando tiverem o sentido de idêntico e em pessoa. Servem também para reforçar os pronomes pessoais. Como nos exemplos:
     
  • Ele próprio fez questão de nos receber. (ele em pessoa)
     
  • Todos os anos, a missa do galo é a mesma. (é idêntica)

    Semelhante e tal têm valor demonstrativo quando denotam identidade ou se referem às ideias já expressas anteriormente. Também quando forem substituíveis por este, esta, aquele, aquela, aquilo. O pronome demonstrativo tal também pode ter uma conotação irônica. Por exemplo:
     
  • Você é a tal que estava falando de mim?
     
  • Ela teve coragem de falar semelhante coisa?
     
  • Nunca ouvi falar em tal pessoa.

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Português