Topo

Nitrogênio - Propriedades e usos

Erivanildo Lopes da Silva

Entre os inúmeros elementos existentes na natureza, podemos destacar alguns largamente empregados ou produzidos na indústria (que, por sua vez, são utilizados em outras áreas). E, entre esses, o gás nitrogênio, o componente em maior quantidade no oxigênio que respiramos.

Embora o nitrogênio constitua 78% da atmosfera, ainda não é o elemento mais abundante na crosta terrestre. Foi descoberto em 1772 por Daniel Rutherford, que, ao remover o oxigênio e o dióxido de carbono do ar, verificou um outro gás incolor e inodoro que não alimentava a combustão. Lavoisier chamou o nitrogênio de "azoto", que significa "sem vida".

Ciclo do nitrogênio

Em condições normais, o nitrogênio é um gás de molécula diatômica (N2). O seu ciclo é um dos processos mais importantes para os seres vivos. Ainda que relativamente inerte, as bactérias no solo são capazes de fixar o nitrogênio na forma de nitratos, nitritos e compostos de amônio: por exemplo, Nitrato de sódio (NaNO3) e nitrato de potássio (KNO3).

Animais que comem essas bactérias incorporam o nitrogênio como componente de proteínas - e quando esses animais morrem, o nitrogênio retorna ao solo. O ciclo se completa quando outras bactérias desnitrificantes (bactérias que liberam para a atmosfera o nitrogênio contido em nutrientes como os nitratos) convertem os compostos de nitrogênio usados em gases como N2 e NH3 (amônia).

Diferentes aplicações

O nitrogênio gasoso, que é captado da atmosfera no mesmo processo que o gás oxigênio, tem uma larga aplicação nas indústrias química, alimentar, elétrica e metalúrgica. O N2 é usado em grandes quantidades na forma líquida, uma vez que sua forma gasosa é usada como

atmosfera inerte. Ele pode ser obtido a partir do azoteto de sódio, NaN N3, a cerca de 300o C:

 

Página 3

Esta reação é uma decomposição térmica usada para inflar os dispositivos de segurança em veículos (air-bags).

Na área química, o N2 é usado, entre outras coisas, para melhorar o rendimento de algumas reações. Também evitar a oxidação, decomposição ou hidrólise de reagentes ou produtos. Na indústria alimentar, ele pode ser usado para inibir o desenvolvimento de bolores e insetos.

O transporte de alimentos utiliza o nitrogênio líquido em sistemas de refrigeração e de congelamento, pois este processo ajuda a manter a boa qualidade dos alimentos. Na medicina, utiliza-se nitrogênio líquido para preservar sangue, medula óssea, tecidos, órgãos e sêmen.

Erivanildo Lopes da Silva é professor assistente da Universidade Federal da Bahia.

Mais Química