PUBLICIDADE
Topo

Justiça abre processo contra 37 envolvidos em fraude do exame da ordem da OAB

Da Redação

Em São Paulo

12/08/2010 11h46

A Justiça Federal aceitou denúncia do MPF (Ministério Público Federal) em Santos (SP) contra 37 pessoas supostamente envolvidas em venda de respostas da segunda fase do exame da ordem da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Os agora réus foram investigados pela operação Tormenta da Polícia Federal, deflagrada em junho.

O esquema consistiu, segundo o Ministério Público, na cópia dos cadernos de prova, que foram posteriormente respondidos por uma quadrilha. As respostas eram vendidas por até R$ 20 mil. Alunos formados por uma faculdade de Santos teriam sido beneficiados, também, com um cursinho “vip” montado pela quadrilha. As aulas do curso teriam sido feitas com base nas provas que seriam aplicadas.

A pedido do MPF, o caso foi dividido em três. Na primeira ação, será apurada a venda de respostas e a cópia dos cadernos; na segunda, a montagem do cursinho “vip”; no terceiro processo, as 24 pessoas beneficiadas com as “colas”.

Leia mais
PF vai investigar vazamento de prova da OAB
PF indicia 80 por fraude em exame da OAB e outros concursos públicos
OAB suspende 2ª fase do Exame de Ordem após suspeita de fraude