Topo

Conheça os vídeos que fazem parte do polêmico kit "Escola sem homofobia"

2011-05-19T15:27:53

19/05/2011 15h27

Os vídeos que compõe o kit "Escola sem homofobia", também chamado de "kit gay", são histórias fictícias que abordam situações cotidianas – três delas em ambiente escolar – relacionadas à diversidade sexual. Quando retratados, os casais homossexuais são de idade parecida com a dos estudantes de ensino médio e aparecem no máximo de mãos dadas.

O kit é composto de três tipos de materiais: o caderno do educador, seis boletins para os estudantes e cinco vídeos, dos quais três já estão em circulação na internet.

ASSISTA AOS VÍDEOS DO KIT "ESCOLA SEM HOMOFOBIA"

O material foi encomendado pelo MEC e visa combater a violência contra homossexuais nas escolas públicas do país. "A violência contra esse público é muito grande e a educação é um direito de todos os brasileiros, independentemente de cor, crença religiosa ou orientação sexual. Os estabelecimentos públicos têm que estar preparados para receber essas pessoas e apoiá-las no seu desenvolvimento”, defendeu o ministro Fernando Haddad na manhã desta quinta-feira (19), durante o programa de rádio Bom Dia, Ministro, produzido pela EBC Serviços em parceria com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

Já o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) acusa o ministério de "incentivar a homossexualidade". Ele chegou a mandar imprimir 50 mil panfletos contra contra o plano nacional que defende os direitos dos gays. O deputado federal eleito pelo PP do Rio está distribuindo o material em residências e escolas do Estado.

Para o professor português António Nóvoa acha que o melhor local para discussão do tema não é a sala de aula.  “Trata-se de um diálogo educativo que vai muito além desta”, afirma. “Mas como a comunidade não tem condições ainda de arcar com essa responsabilidade, a solução é deixar a escola assumir parte do trabalho”.

Mais Educação