PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Caminhada e aromaterapia ajudam a aliviar tensão pré-vestibular

Exercícios físicos podem ajudar a evitar a chamada "tensão pré-vestibular", mas os estudantes precisam ser cautelosos - Shutterstock
Exercícios físicos podem ajudar a evitar a chamada "tensão pré-vestibular", mas os estudantes precisam ser cautelosos Imagem: Shutterstock

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

28/10/2014 07h00

O mês de novembro é decisivo na vida de milhões de estudantes. É nesse período que são realizados os maiores vestibulares do país, como o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e a Fuvest (que seleciona para a Universidade de São Paulo). Por isso, chegar nesse momento bem preparado física e mentalmente é essencial. Confira dicas dadas por especialistas para evitar a chamada "tensão pré-vestibular".

Segundo Suraya Darido, professora de educação física da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo) do campus de Rio Claro, praticar alguma atividade física é uma boa opção para quem quer aliviar a ansiedade. "Os benefícios do exercício físico são enormes, desde o sentimento de pertencimento, melhora da autoestima, capacidades físicas e do relaxamento", comenta.

Contudo, a especialista pede cautela: quem é sedentário não deve se arriscar a praticar exercícios puxados em tão pouco tempo. O ideal, neste caso, são caminhadas leves, aulas de dança e natação. Por outro lado, aqueles que já praticam algum tipo de esporte podem aliviar as tensões com exercícios de resistência, como abdominais.

Suraya lembra que cada pessoa relaxa de maneira particular e que o importante é fazer o que lhe faz bem. "A atividade física é um pouco particular. Algumas pessoas diminuem a tensão correndo, outras nadando. Faça alguma coisa que você goste e que não tenha riscos", aconselha.

O coordenador geral do cursinho Anglo, Luís Ricardo Arruda, acredita que a prática de exercícios físicos moderados é essencial para o controle da ansiedade. "Não é para lutar boxe", brinca. "É para fazer, por exemplo, caminhadas, natação, algum exercício que mexa com a respiração, porque o descanso não é ficar à toa, o que aumentaria a ansiedade."

Cheiros

A psicóloga e aromatóloga Sâmia Maluf acredita que os estudantes nesta reta final estão submetidos a muita adrenalina e exaustão uma vez que a ansiedade é extrema e há pressão tanto deles mesmos quanto da família.

Para passar bem por esse momento decisivo, ela recomenda alguns óleos que auxiliam no relaxamento. O primeiro deles é um óleo essencial de lavanda. "Para reparar o cérebro e para baixar esse nível de ansiedade, eu recomendaria que as pessoas usassem lavanda. Principalmente à noite para dormir melhor", diz Sâmia.

A especialista explica que o estudante deve pegar uma bolinha de algodão, pingar duas gotas do óleo e colocar entre a fronha e o travesseiro quando for deitar.

Outro óleo recomendado por Sâmia é o de bergamota -- também chamada de mexerica ou tangerina, em algumas regiões do país. "É excelente no tratamento de ansiedade, depressão e tensão nervosa, provavelmente pela ação redutora do sistema nervoso simpático", explica.

Já o óleo essencial de hortelã-pimenta ajuda a memorizar, segundo a aromatóloga. Ela recomenda que o estudante inale o aroma no momento em que estiver estudando. "O aluno pode levar um pouco em um algodão no bolso na hora da prova", aconselha. Os óleos podem ser encontrados em farmácias de manipulação e em lojas de produtos naturais.

Vestibular