Topo

"Honre seu sangue cearense", pede deputado a ministro da Educação na Câmara

Marcela Leite

Do UOL, em São Paulo

2019-05-15T19:39:05

2019-05-15T21:39:05

15/05/2019 19h39Atualizada em 15/05/2019 21h39

Em sessão da Câmara para explicar os cortes na área de educação, o deputado Idilvan Alencar (PDT-CE) pediu hoje ao ministro da Educação Abraham Weintraub que ele "honre seu lado cearense" e vá atrás de mais recursos para área. "Para de falar em corte, o senhor é um ministro da educação, que tem que ir atrás de mais recursos. [...] O senhor é o primeiro a defender os cortes", afirmou.

Alencar se referiu à fala de Weintraub mais cedo, ao dizer que um de seus sobrenomes é Vasconcellos, com raízes cearenses. "Eu acho que o senhor tem que voltar para o Ceará, dançar forró, tomar banho no rio Acaraú, arejar as ideias, ministro. Honre seu sangue cearense", afirmou.

Em resposta ao deputado, o ministro afirmou que não é cearense, mas tem "raízes profundas no Ceará, talvez mais do que as dele". "Eu duvido que alguém toque xote que nem eu. [...] Para tocar xote que nem eu toco tem que ter um pé no Ceará ou não? Tem que ter os dois pés no Ceará", afirmou.

Convocado a dar explicações a deputados sobre os cortes de cerca de R$ 7,5 bilhões e meio na educação, Weintraub fala na Câmara enquanto uma série de manifestações acontecem em todo o país.

Professores, estudantes e trabalhadores da educação participaram de protestos em defesa das universidades federais, da pesquisa científica e do investimento na educação básica.

Os maiores protestos começaram à tarde em São Paulo, em Curitiba e no Rio. Os atos reuniram pessoas de idades diversas, com crianças, jovens e idosos contra os cortes na educação. É o primeiro protesto nacional do governo Bolsonaro

Mais Educação