PUBLICIDADE
Topo

Weintraub pede e Moro coloca Força Nacional no MEC em dia de protesto

8.abr.2019 - Prédio do ministério da Educação, MEC - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
8.abr.2019 - Prédio do ministério da Educação, MEC Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

30/05/2019 08h00Atualizada em 30/05/2019 08h26

A Força Nacional de Segurança protege o prédio do Ministério da Educação em Brasília hoje, quando serão realizados protestos contra o bloqueio de verbas na pasta. O pedido foi feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, a seu colega da pasta da Justiça, Sergio Moro.

Segundo portaria de Moro publicada na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União), a Força Nacional vai atuar na "preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, na defesa dos bens e dos próprios da União, no prédio do Bloco L", em referência ao prédio do ministério da Educação.

De acordo com a determinação, a atuação é "em caráter episódico" e vale até hoje. Moro, porém, deixou em aberto a possibilidade de prorrogar o uso da Força no local. A portaria não indica o número de agentes que serão usados na operação.

O pedido de Weintraub ao ministério da Justiça foi feito na última sexta-feira (24).

A UNE (União Nacional dos Estudantes) convocou protesto para esta quinta-feira no Museu Nacional de Brasília, que fica do lado oposto do Eixo Monumental, onde está a sede do ministério. O ato também é organizado pela UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), UESDF (União dos Estudantes Secundaristas do Distrito Federal) e ANPG (Associação Nacional dos Pós-Graduandos)

Manifestantes arrancam faixa em defesa da educação na UFPR

UOL Notícias

Educação