PUBLICIDADE
Topo

ES testará todos os 36 mil docentes da rede estadual para volta às aulas

Teste para detecção da covid-19 é feito em laboratório de Vitória, no Espírito Santo - Divulgação/Sesa
Teste para detecção da covid-19 é feito em laboratório de Vitória, no Espírito Santo Imagem: Divulgação/Sesa

Do UOL, em São Paulo

18/09/2020 20h44

As Secretarias da Educação e da Saúde do Espírito Santo anunciaram na tarde de hoje, em entrevista coletiva, a testagem em massa de todos os professores da rede estadual antes do retorno presencial das aulas na rede pública.

Os professores serão submetidos a um teste de quimioluminescência, feito por meio de coleta de sangue. A pasta informou que a rede pública estadual, atualmente, apresenta 36.693 docentes.

"Hoje anunciamos duas importantes medidas. A primeira é a realização do inquérito sorológico da comunidade escolar de todo o território capixaba, de natureza amostral que vai envolver as redes públicas estadual e municipal e as redes privadas. A segunda medida é uma testagem de natureza censitária de todos os trabalhadores da educação da rede pública estadual", declarou o secretário estadual de Educação, Vitor de Angelo.

Além dos exames, as secretarias também anunciaram um inquérito sorológico, que busca estimar o percentual de trabalhadores e alunos infectados pelo novo coronavírus.

Do total de 373.725 alunos do estado, as pastas pretendem realizar exames em 5.065 dos estudantes, mediante autorização deles e aprovação dos pais, e submetê-los a questionários.

Com isso, os secretários alegam ser possível estimar o percentual de alunos infectados e levantar os casos assintomáticos.

"O inquérito estima de uma forma amostral o percentual da população da comunidade escolar que já entrou em contato com o novo Coronavírus, e nos ajudará a descrever o perfil desta população, bem como a evolução deste percentual a cada etapa do inquérito, nos trazendo dados importantes para tomada de decisão e políticas de controle", explicou a infectologista da secretaria de Saúde, Cristiana Costa.

Ainda segundo o governo do ES, a margem de erro da pesquisa é de 1,5% e o nível de confiança é de 95%.

O retorno de aulas presenciais no Ensino Médio, no estado, é previsto para outubro. Ainda não há estimativa para a volta no Ensino Fundamental.