PUBLICIDADE
Topo

Esse conteúdo é antigo

Prefeitura de SP anuncia vale uniforme no valor de R$ 387 a partir de 18/01

Prefeito Bruno Covas já havia feito promessa sobre uniforme na campanha à reeleição - ROBERTO CASIMIRO/ESTADÃO CONTEÚDO
Prefeito Bruno Covas já havia feito promessa sobre uniforme na campanha à reeleição Imagem: ROBERTO CASIMIRO/ESTADÃO CONTEÚDO

Ana Carla Bermúdez, Felipe Oliveira e Rafael Bragança

Do UOL, em São Paulo, e Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/12/2020 14h42Atualizada em 16/12/2020 15h25

A Prefeitura de São Paulo anunciou hoje que adotará permanentemente um novo modelo de fornecimento de uniformes escolares para alunos da rede municipal de ensino. Após ter que dar um vale uniforme de R$ 215 no início do ano por causa de uma licitação cancelada, a gestão de Bruno Covas (PSDB) disponibilizará R$ 387,10 por cada aluno para que as próprias famílias adquiram o uniforme em estabelecimentos credenciados para o ano letivo de 2021.

O crédito será liberado a partir de 18 de janeiro do ano que vem e será disponibilizado por meio de um aplicativo. Na avaliação de Covas, o valor ajudará a cidade a "reativar o comércio local" no contexto da pandemia de covid-19.

O prefeito, reeleito recentemente, já havia antecipado a intenção de implementar o vale uniforme durante a campanha. O investimento anunciado pela administração no programa é de R$ 373 milhões.

Os estabelecimentos que disponibilizarão os uniformes podem solicitar o cadastramento por meio da Secretaria de Educação.

"Realizamos em 2019 um pregão para adquirir de forma centralizada esses itens. Esse pregão foi revogado pelas razões que já expus, baixa qualidade do material, sobretudo", explicou o prefeito paulistano, acrescentando que no novo modelo a gestão municipal "deixa de fazer aquisição centralizada dos itens", que incluem também o material escolar.

Enquanto 650 mil alunos serão beneficiados com o novo vale uniforme, a estimativa é de que um milhão e 81 mil alunos recebam o auxílio para compra de material escolar, que terá valor variando de R$ 33,40 a R$ 122,10, de acordo com a etapa do ensino em que o aluno estiver matriculado. O montante de alunos é maior porque inclui também as crianças matriculadas em creches estaduais.

Quanto ao uniforme, segundo o programa apresentado pela Prefeitura, as famílias terão o direito de comprar cinco camisetas, cinco pares de meias, uma jaqueta, uma calça, um blusão, uma bermuda e um par de tênis para os alunos. A escolha dos itens, entretanto, fica a critérios dos pais.

Com as aulas presenciais ainda suspensas para a maioria dos estudantes da rede municipal, o governo paulistano trabalha com a expectativa de iniciar o ano letivo em 2021 em 4 de fevereiro, mas ainda não sabe se terá alterações quanto à forma de ensino, presencial ou remoto.