PUBLICIDADE
Topo

Governador de RO anuncia volta às aulas presenciais a partir de 9 de agosto

Escolas seguirão funcionando remotamente aos estudantes que seguirem estudando em casa, segundo Marcos Rocha - Cristian Alves/Secom-RO
Escolas seguirão funcionando remotamente aos estudantes que seguirem estudando em casa, segundo Marcos Rocha Imagem: Cristian Alves/Secom-RO

Do UOL, em São Paulo

21/07/2021 11h44Atualizada em 21/07/2021 12h02

O governador de Rondônia, Marcos Rocha (sem partido), anunciou hoje a volta às aulas presenciais de forma parcial e não obrigatória aos estudantes das escolas da rede estadual de ensino a partir de 9 de agosto.

O anúncio foi feito em um vídeo divulgado ontem à noite nas redes sociais. De acordo com Marcos Rocha, de início, os professores terão a carga horária de aulas dividida entre "atividades presenciais e não presenciais", para que não ocorra "sobrecarga de trabalho".

Ainda segundo o governador rondoniense, as famílias e responsáveis poderão deliberar se preferem encaminhar os estudantes às aulas presenciais ou mantê-los em casa — "neste caso, as escolas permanecerão atendendo de forma remota", disse.

"Aqueles que retornarem a rotina presencial, encontrarão escolas com novos lavatórios, EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), álcool liquido e em gel e tudo mais necessário para seguirmos enfrentando bravamente esse período diferente da nossa história", prosseguiu.

Pedido ministerial

O anúncio do governador veio poucas horas após o ministro da Educação, Milton Ribeiro, cobrar um retorno dos estudantes e dos profissionais da educação às atividades presenciais.

"O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas, gerando impactos negativos nesta e nas futuras gerações. Não devemos privar nossos filhos do aprendizado necessário para a formação acadêmica e profissional deles", declarou o ministro em pronunciamento.

Na fala, Milton Ribeiro culpou estados e município pela suspensão das aulas presenciais, dizendo que, se dependesse do governo federal, todas as escolas já teriam sido reabertas.

Até agora, 12 estados já reabriram as escolas públicas, segundo levantamento do jornal O Estado de S Paulo. Na rede privada de ensino, os estudantes já foram liberados para voltarem às aulas presenciais em pelo menos 22 estados e no Distrito Federal.