Datas comemorativas

13 de abril de 1726 - Fortaleza é elevada à categoria de Vila

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

  • Divulgação/Setur Ceará

    Orla de Fortaleza, capital do Estado do Ceará

    Orla de Fortaleza, capital do Estado do Ceará

Durante o primeiro século de colonização portuguesa, a capitania do Ceará não despertou o interesse de seu donatário, dom Antônio Cardoso de Barros. Somente em 1603, o fidalgo Pero Coelho de Sousa desembarcou na foz do rio Ceará, erguendo em suas margens um pequeno forte e dando início a um povoado, que não se desenvolveu.

Em 1612, Martim Soares Moreno, que havia acompanhado Coelho naquela expedição, retornou ao local. Recuperou o forte que estava abandonado e construiu a Capela de Nossa Senhora do Amparo.

Foi esse capitão português, Martim, que serviu de inspiração para um dos personagens centrais do romance "Iracema", de José de Alencar, que pretende narrar justamente as origens do Ceará.

Não demorou, porém, para que os holandeses se estabelecessem no território cearense, onde permaneceram de 1640 a 1654, suportando forte resistência indígena. Para enfrentá-la, sob o comando de Matias Beck, ergueram o forte Shoonemborch, às margens do rio Pajeú.

O comandante português Álvaro de Azevedo Barreto conseguiu expulsar definitivamente os invasores em 1654. Tomou o forte e mudou-lhe o nome para Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção.

O local se desenvolveu e, no dia 13 de abril de 1726, Fortaleza foi elevada à categoria de vila. Com a Independência, ela se tornaria a capital da província do Ceará. Durante o século 19, a cultura do algodão impulsionaria o desenvolvimento regional. Fortaleza passou por um período de desenvolvimento urbano, com a execução de obras importantes: o Liceu do Ceará, o farol do Mucuripe, a Santa Casa de Misericórdia e a Biblioteca Pública.

Ainda durante o século 19, Fortaleza e o Ceará são o palco de um gesto pioneiro que merece destaque na história do Brasil: graças aos esforços dos abolicionistas locais, Fortaleza libertou os seus escravos em 24 de maio de 1883 e o Ceará em 25 de março de 1884, antes do restante do país, que só aboliu a escravidão em 1888.

Atualmente, Fortaleza é o núcleo de uma região metropolitana e está entre as dez maiores áreas urbanas do Brasil. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população estimada em 2013 é de 2.551.806 habitantes e sua extensão territorial ocupa quase 315 km2.

A capital do Ceará tornou-se um polo de turismo internacional, graças também às suas belezas naturais, dentre as quais, para citar apenas um exemplo, encontra-se a praia de Iracema.

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

UOL Cursos Online

Todos os cursos