Aluno de EAD deve se planejar para o estudo

Cláudia Emi Izumi
Do UOL, em São Paulo

Você se matriculou em um curso de EAD (ensino a distância) e a motivação inicial para dar início aos estudos é grande. Depois das primeiras semanas on-line, percebe que está com dificuldades para acompanhar o ritmo do curso. As tarefas não cumpridas se acumulam.

Não se desanime: seu caso não é o único e acontece, em maior ou menor grau, entre novatos e veteranos de EAD.

Há várias razões para isso, segundo os professores consultados pela reportagem do UOL Educação. Elas podem ter origem, inclusive, em erros bobos que o próprio aluno comete por descuido ou de forma proposital.

Um exemplo: as pequenas autossabotagens. No meio de uma leitura obrigatória, o aluno acessa o celular ou a internet para checar e-mails e postagens de amigos nas redes sociais, perde muito tempo com isso e compromete o rendimento no estudo.

“Um dos grandes desafios do estudante do EAD é trabalhar com seu planejamento individual sem ter aquela supervisão que vemos em aulas presenciais”, diz a pro-reitora de EAD da Unopar (Universidade Norte do Paraná), Elisa Maria de Assis.

Outro motivador para o baixo aproveitamento pode ser a falta de familiaridade com o sistema de aprendizado a distância.

“A distribuição da internet no país é como o PIB estadual”, compara o diretor-executivo da FGV (Fundação Getulio Vargas) on-line, Stavros Xanthopoylos. Ou seja, quanto mais rico o Estado, maior a presença da internet entre a população e menor a dificuldade para lidar com as ferramentas de estudo. 

“A pessoa não precisa vir pronta para o EAD, mas estar aberta para lidar com esse ambiente de estudo diferenciado”, recomenda a diretora de graduação dos cursos EAD da Universidade Católica de Brasília, Sandra Mara Bessa.

Lembre-se também que o EAD requer mais dedicação pessoal e autonomia de estudo, superando até muitos cursos presenciais.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos