PUBLICIDADE
Topo

Programa municipal de educação de SP fica sob consulta pública até 15/9

Karina Yamamoto

Do UOL, em São Paulo

15/08/2013 02h00Atualizada em 15/08/2013 08h20

O texto apresentado pelo prefeito de de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e pelo secretário municipal de Educação, César Callegari (PSB) serão disponibilizados para a população e está aberto a consultas a partir desta quinta-feira (15).

O prazo para enviar sugestões de mudanças e de aprimoramento vai até dia 15 de setembro. O processo será realizado na internet.

De fato, a população (professores, pais, alunos e outros cidadãos) poderão ajudar a definir alguns dos critérios das iniciativas que mudam a rotina dos estudantes e professores. 

É o caso da definição de quantas disciplinas os alunos dos 7º e 8º anos (antigas 6ª e 7ª séries) poderão levar de "dependência" para o ano seguinte. A partir do ano que vem, os estudantes podem se livrar da reprovação sem ter o rendimento esperado em algumas disciplinas e carregar uma espécie de recuperação para o ano seguinte.

As iniciativas do novo programa de educação da Prefeitura de São Paulo devem estar implantadas para o ano letivo de 2014.

"Mais Educação São Paulo": veja as principais mudanças

 COMO ÉCOMO VAI FICAR
Possibilidade de reprovaçãoNo 5º e no 9º anosNo 3º, 6º, 7º, 8º e 9º anos
Lição de casaIniciativa individual dos professoresTodas as escolas deverão ter
Provas bimestraisEscolas decidiam se faziamVão se tornar obrigatórias
Boletins de notasEscola decidia se enviavaOs pais vão receber a cada dois meses; haverá consulta pela internet
Recuperação intensiva nas fériasNão existeVai haver quando for necessário
DependênciaNão existePoderá existir nos 7º e 8º anos
Notas de 0 a 10Hoje é por conceito ("suficiente"/"insuficiente")A partir do 4º ano, será de 0 a 10
Número de ciclosSão dois (do 1º ao 5º anos e do 6º ao 9º anos)Serão três (do 1º ao 3º anos, do 4º ao 6º anos e do 7º ao 9º anos)
TCC (Trabalho de Conclusão de Curso)Não existeHaverá para alunos do 9º ano

 

Educação