Topo

Protesto de estudantes termina com um ferido em Campinas (SP)

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL, em Campinas

2016-10-18T15:31:41

18/10/2016 15h31

Um protesto de estudantes contra as mudanças no ensino médio, anunciadas pelo governo, terminou em confusão na manhã desta terça-feira (18), no distrito do Ouro Verde, em Campinas (93 Km de São Paulo). A maioria dos manifestantes é da Escola Estadual Newton Pimenta Neves, ocupada na semana passada. Seis adolescentes acabaram apreendidos e um adulto foi preso.

De acordo com a Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, um guarda municipal ficou ferido depois que uma pedra atingiu seu pescoço e uma viatura ficou com um vidro e um espelho quebrados. A vítima sofreu ferimentos leves. 

A manifestação contou com cerca de 300 estudantes e estava pacífica até que um grupo começou um tumulto na Avenida Suaçuna, no entorno do terminal de ônibus. Segundo apurado, os alunos foram flagrados atirando pedras contra os guardas, que teriam revidado com spray de pimenta e da arma de choque.

Segundo o advogado Vinícius Cascone, que representa os estudantes, durante a confusão, houve truculência da Guarda Municipal, inclusive em relação ao uso das algemas. Ao menos dois menores foram algemados.

Para o defensor, a atitude foi abusiva. “Os menores não apresentavam nenhum risco. Não havia necessidade de usar spray de pimenta nem arma de choque. O uso de algemas também era desnecessário. Só se justificaria se houvesse risco à segurança ou à vida das pessoas, mas não era o caso. Os menores não apresentavam nenhum risco”, disse Cascone.

A GM admitiu o uso de spray de pimenta e da arma de choque para conter os estudantes durante a confusão e alegou que os jovens estavam agressivos e que um deles teria, inclusive, roubado uma blusa. O jovem que teve a blusa roubada compareceu espontaneamente ao distrito policial para registrar a queixa.

A Polícia Militar precisou intervir e encaminhou os envolvidos à 2ª Delegacia Seccional da cidade. Todos os menores serão apresentados nesta quarta-feira (19) ao Ministério Público para audiência informal. Eles devem responder por dano ao patrimônio público.

Ocupação

Um grupo de estudantes ocupou a Escola Estadual Newton Pimenta Neves no último dia 11. Dois dias depois, a PM realizou a desocupação do local. Os alunos foram apreendidos e levados para a 2ª Delegacia Seccional da cidade, onde ficaram detidos dentro de um ônibus da PM durante algumas horas.

Na ocasião, Cascone informou que não havia mandado para a reintegração de posse da escola e considerou o ato arbitrário. Já a Secretaria da Educação do Estado explicou que a desocupação ocorreu de forma pacífica.