Topo

MEC diz ver indícios de sabotagem em sites do Prouni e Fies

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

08/08/2019 09h31Atualizada em 08/08/2019 10h47

O MEC (Ministério da Educação) informou hoje que percebeu "indícios de sabotagem" nos sistemas do Prouni (Programa Universidade para Todos) e do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) que geram instabilidade nos sites, o que levou a pasta a procurar a Polícia Federal para investigar se há algum tipo de atuação criminosa.

"Os serviços estão caindo, alguns deles de forma que a gente não consegue explicar apenas tecnicamente. Há indícios de sabotagem que nos levaram a chamar a Polícia Federal para verificar se há algo criminoso acontecendo aqui no MEC", disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O MEC, no entanto, não disse quais seriam esses indícios e nem apresentou provas das supostas sabotagens. "É claro que não posso falar [quais são os indícios]", afirmou o secretário-executivo do MEC, Antonio Vogel. "A gente só está vindo a público porque são sistemas públicos e temos que prestar esclarecimentos à sociedade".

Procurada pelo UOL, a PF informou que não se pronuncia sobre eventuais investigações em andamento e nem confirma a existência ou não de investigações.

As inscrições para o Prouni, que concede bolsas em instituições privadas de ensino superior, estão abertas desde o último dia 5, com prazo até o dia 30 de setembro. Já sistema do Fies, que oferece financiamento para cursos de graduação em instituições particulares, está aberto para que os candidatos selecionados em lista de espera complementem as inscrições.

Segundo Weintraub, os prazos desses serviços serão estendidos pelo tempo que for necessário para compensar o prejuízo no acesso. O ministro, no entanto, não falou em datas. O MEC tampouco soube informar se há um prazo para o restabelecimento total dos sistemas.

Segundo o MEC, além do Prouni e do Fies, o Sistema Presença, que é utilizado como pré-requisito para o pagamento do Bolsa Família, também teve indisponibilidades que levaram a suspeitas de sabotagem.

No caso do Prouni e do Fies, de acordo com a pasta, os sistemas vêm passando por instabilidades "há algumas semanas", com dificuldades de acesso esporádicas ao longo do dia. Já o Sistema Presença teria ficado completamente indisponível entre os dias 1º e 5 de agosto.

Mais Educação