PUBLICIDADE
Topo

SP: Prefeitura testa 6 mil alunos; volta às aulas será avaliada após dia 20

Definição sobre volta às aulas em São Paulo acontecerá após segunda etapa da testagem - Getty Images
Definição sobre volta às aulas em São Paulo acontecerá após segunda etapa da testagem Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 12h14

A Prefeitura de São Paulo inicia hoje uma etapa importante para definir o retorno ou não das aulas na rede municipal de ensino em meio à pandemia do coronavírus. A cidade começa uma testagem com 6.000 alunos e que pretende reunir, até a sua quarta e última fase, um total de 24.000 crianças e adolescentes. A partir de 20 de agosto, os testes ajudarão a administração a pensar a definição sobre as aulas.

"Acreditamos que com duas fases do inquérito (sorológico) já é possível dimensionar o grau de imunidade que essa faixa etária (de 4 a 14 anos) e que os alunos da rede municipal têm na cidade, então possivelmente a gente possa ter até 20 de agosto um resultado bastante amplo dessa coleta", antecipou hoje o secretário de Saúde, Edson Aparecido dos Santos, em entrevista à Globonews.

"Agora isso tudo (resultados dos testes) será tomado à luz daquilo que a vigilância sanitária apontar e aí (vamos) tomar uma decisão conjunta com a secretaria de Educação. O mais importante agora é a gente evoluir e avançar na testagem das crianças e poder medir probabilisticamente o que a gente já tem de imunidade nessa faixa etária porque ela é um transmissor em potencial", completou o secretário.

"A saída das crianças para a escola pode eventualmente, por contaminação assintomática, levar o vírus para dentro de casa. Então não são só as crianças que poderão ser afetadas, mas todas as famílias envolvidas nesse processo", explicou Santos.

O inquérito sorológico iniciado pela Prefeitura de São Paulo hoje será feito em quatro etapas. Num primeiro momento, serão testadas 2.000 crianças da pré-escola, 2.000 no ensino fundamental da primeira à quinta série, e mais 2.000 alunos da sexta à nona série.

"Nós sorteamos essas 6.000 crianças. Começamos a coletar os testes hoje à tarde, serão coletados hoje e amanhã. Os dados constarão, primeiro, de uma pesquisa que faremos a respeito dos sintomas dessas crianças e a coleta de testes, cujo resultados são sigilosos", disse o secretário.

"Em 72 horas teremos o resultado dessa primeira etapa, que é fundamental para que a gente possa medir a extensão da imunidade nas crianças na rede municipal de ensino aqui na capital", concluiu Santos.