PUBLICIDADE
Topo

OCDE: Brasil está entre os 6 países que menos estudam língua estrangeira

Estudantes passam 1,8 horas por semana estudando uma língua estrangeira, segundo estudo - Getty Images
Estudantes passam 1,8 horas por semana estudando uma língua estrangeira, segundo estudo Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/09/2020 07h02

O Brasil está entre os seis países que menos estudam língua estrangeira, segundo o relatório divulgado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O documento intitulado "Políticas Eficazes, Escolas de Sucesso" avalia 79 países com base em dados do Pisa 2018.

No Brasil, a média de aulas de línguas estrangeiras dos estudantes é de 1,8 hora por semana, de acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo. A média dos países analisados foi de 3,6 horas. O país fica à frente apenas de Austrália (1,2), Nova Zelândia (1,2), Brunei (1,6), Reino Unido (1,7) e Malásia (1,7).

Luxemburgo aparece no topo da lista com os alunos tendo em média 6,2 horas por semana de aulas de língua estrangeira. Entre os latinos, a Costa Rica é o país mais bem colocado, com 5,7 horas semanais do ensino.

O relatório da OCDE afirma ainda que os alunos estudam 25,7 horas no Brasil, sendo 3,8 horas dedicadas à língua nativa e matemática e 2,9 horas para ciências. Os números que estão na média dos outros países avaliados pela organização.

O documento ainda afirma que passar de uma hora ou menos o tempo de aprendizagem de língua nativa para três levou a uma melhora na leitura entre alunos desfavorecidos.

"É importante garantir que o tempo de aprendizagem seja produtivo para que os alunos possam desenvolver suas habilidades acadêmicas, sociais e emocionais de forma equilibrada", diz o relatório.