PUBLICIDADE
Topo

SP decide retomar aulas presenciais em escolas municipais em 18 de outubro

08.fev.21 - Estudantes no primeiro dia de aula presencial na Escola Estadual Raul Antônio Fragoso, em Pirituba, na zona oeste de São Paulo - Rubens Cavallari/Folhapress
08.fev.21 - Estudantes no primeiro dia de aula presencial na Escola Estadual Raul Antônio Fragoso, em Pirituba, na zona oeste de São Paulo Imagem: Rubens Cavallari/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

13/10/2021 13h09Atualizada em 13/10/2021 13h14

A Prefeitura de São Paulo seguirá a determinação do governo estadual e retomará as aulas nas escolas municipais a partir de 18 de outubro. A informação foi confirmada pelo UOL.

Mais cedo, o governo de São Paulo anunciou que a volta às aulas presenciais seria obrigatório para toda a rede estadual e particular do ensino básico, mas que a retomada em escolas municipais dependeria da decisão de cada prefeitura.

A cobertura vacinal de primeira dose entre adolescentes de 12 a 17 anos é de 99,2% na cidade de São Paulo, segundo dados da prefeitura. O grupo começou a ser vacinado em 16 de agosto com a vacina da Pfizer, a única aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a faixa etária.

Nas escolas, as máscaras continuarão sendo obrigatórias, mas a partir de 3 de novembro não haverá mais o distanciamento mínimo de 1 metro. Apenas crianças e adolescentes com atestado médico poderão ficar em casa.

Em declaração ao jornal Estado de S.Paulo, o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, disse que é preciso priorizar a educação neste momento, embora os cuidados com a pandemia do novo coronavírus continuem.

A regra é: criança na escola todos os dias e não alguns dias. A sociedade já voltou, as pessoas estão tendo convivência mais aberta e é preciso priorizar a educação, senão não vamos recuperar a aprendizagem.
Secretário estadual da Educação, Rossieli Soares