Topo

Pesquisa escolar

História geral

Guerra no Afeganistão - Ataques de 11 de setembro levaram à invasão

Do colégio Stockler

(Atualizado em 11/09/2013, às 15h58)

Diversos atentados terroristas foram praticados contra os norte-americanos, mas nenhum pior que o de 11 de setembro de 2001, quando aviões comerciais dos Estados Unidos, sequestrados por terroristas da Al Qaeda e atingiram as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York e parte do edifício do Pentágono em Washington. Milhares de pessoas morreram nesses atentados e o mundo assistiu estupefato à ousadia de Bin Laden.

A reação norte-americana caiu sobre o Afeganistão, refúgio do terrorista. Em semanas, o combalido território afegão foi duramente atacado pelos militares dos EUA, causando uma terrível devastação. O governo do Taleban foi substituído por um grupo opositor, a Aliança do Norte.

Breve história

O Afeganistão é um país pobre do sudeste asiático. Não possui saída para o mar, seu solo é pobre, seu clima rigoroso. A maioria de sua população confessa a religião islâmica.

Durante o século XIX, o Afeganistão foi dominado pela Inglaterra até conquistar a independência, em 1919. A emancipação, porém, não trouxe liberdade para os afegãos. Ao longo do século XX, a vida política do país foi marcada pela sucessão de ditaduras.

Terminada a Segunda Guerra, o ditador Mohammad Daoud Khan procurou manter o país neutro em relação aos blocos geopolíticos que se formaram durante a Guerra Fria. Tensões na fronteira do Paquistão, porém, levaram-no a aproximar-se da União Soviética, de quem obtinha auxílio econômico e militar. Havia, no entanto, grupos de oposição que agiam no sentido de desestabilizar o governo de Daoud Khan, que, juntamente com o embaixador dos Estados Unidos em Cabul, foi assassinado em 1979.

O novo governo procurou, então uma aproximação com o governo norte-americano e, em represália, o governo soviético determinou a invasão e ocupação do país. A resistência afegã, ancorada no apoio dos Estados Unidos e do Paquistão, foi, todavia, incansável.

O Taleban

A ascensão ao poder soviético de Mikhail Gorbatchev, em 1985, trouxe profundas mudanças para o mundo socialista. O novo governo reduzu drasticamente os gastos militares, enfraquecendo o controle do país sobre o Afeganistão e favorecendo o avanço dos mujahidin (guerrilha islâmica que lutava contra a ocupação do país). Entre eles destacava-se o grupo Taleban, formado por jovens estudantes. Em 1989, as tropas soviéticas desocuparam o Afeganistão.

Aos poucos, o Taleban foi conquistando espaço político e, em 1996, chegou ao poder na pessoa de Mohammad Omar, líder radical islâmico que pretendia abolir todos os sinais de modernidade, impondo à população a meséria e a opressão. Foi este governo que abrigou um terrorista saudita que, desde o domínio soviético, lutava no país: Osama Bin Laden. Foi ele quem criou a Al Qaeda, cujo objetivo, segundo seus dirigentes, é defender os interesses dos povos muçulmanos diante da opressão e da sedução do Ocidente e cujo maior inimigo são os Estados Unidos.

Do colégio Stockler O Colégio Stockler foi fundado em 1984, em São Paulo.

Mais História geral